Marquês de Pombal

Marquês de PombalMarquês de Pombal

Sebastião José de Carvalho e Melo, mais conhecido como Marquês de Pombal, também com o título de Conde de Oeiras. Nascido em 1699 e morreu em 1782, cedo se tornou no "Enfant Terrible", com o seu génio incontrolável do desejo de dominar e não ser dominado.

Assim aconteceu na Universidade de Coimbra. Estando no primeiro ano jurídico abandonou os estudos e resolveu seguir a carreira militar, pensando ser esta a sua vocação. Não foi a melhor escolha, uma vez que a exigência era maior que na faculdade e ia contra os seus princípios. De acordo com os seus ideais dedicou-se ao estudo da história, política e legislação e, segundo alguns biógrafos desse tempo, Sebastião José Carvalho de Melo dedicava-se às damas, sendo visto por estas como energético, decidido, brioso e, para terminar esta contemplação, simpático. Perante estes grandes galanteios, viria a casar com D. Teresa Noronha de Bourbon, sobrinha dos Condes de Arcos, e Dama da Rainha D. Maria Ana de Áustria.

A sua entrada na política começou a ser estruturada em 1733 quando entrou para a Academia Real da História Portuguesa através do Cardeal Mota (Ministro do Rei D. João V), ao qual foi apresentado pelo seu Tio Arcipestre Paulo de Carvalho. Em 1739 foi enviado para Londres, tendo conduzido a bons caminhos as negociações com os ingleses sobre o comércio e negociantes dos respetivos países. Aqui enviuvou e fez um estudo a mando do D. João V sobre as Bíblias Hebraicas e tudo que pertencesse aos seus ritos, leis, costumes e política, na qual foi bem sucedido.

Pelo desempenho em Londres foi chamado pelo Governo Português e enviado para Viena de Áustria para dirigir as negociações entre a Áustria e Itália. Conseguindo travar as pequenas discórdias entre estes países, conseguiu contudo lançar as bases de um tratado, aceite pelas duas Coroas, como também conseguiu apaziguar a discussão entre Francisco I e o Papa Bento XIV. Aqui casou em 1745 com D. Ernestina Eva Wolfganga Josefa, Condessa de Daun, tendo regressado a Portugal por motivos de saúde.

Com a morte do rei D. João V no ano de 1750, o Marquês de Pombal entrou para o Governo através da Rainha viúva, que o recomenda ao seu filho e novo rei, tendo sido nomeado Secretário de Estado da Marinha e Ultramar. Depressa mostrou o seu desembaraço e capacidade quando deflagrou um terrível incêndio do Hospital de Todos os Santos. Por ações destas e de outras, chegou assim a Primeiro Ministro do Rei D. José. Contudo os pontos mais marcantes da sua administração foram o Terramoto de Lisboa de 1755, após o qual teve que reconstruir a baixa da cidade, conhecida agora como a Pombalina, o Processo dos Távoras, uma intriga com consequências dramáticas como o fuzilamento da Família Távora, e finalmente a expulsão dos Jesuítas em Portugal e Colónias.

Um homem que quis marcar a diferença da sua época, inicializando reformas administrativas económicas e sociais. Acabou com a escravatura em Portugal, com a discriminação dos Cristãos-Novos, entre outras ações. Foi um homem amado por muitos e odiado por outros, contudo a cidade de Lisboa ergue-lhe uma homenagem situando uma estátua na rotunda a norte da Av. da Liberdade, a Praça Marquês de Pombal.

Apresenta-se assim Sebastião José Carvalho de Melo, com um leão mostrando a sua força e a observar a baixa lisboeta, como quem está a tomar conta.

Coordenadas GPS:
- DD.DDDDDº:     38.72545º  -9.14990º
- DDº MM.MMM':  N 38º 43.527'  W 009º 08.994'
- DDº MM' SS":    N 38º 43' 31.62"  W 009º 8' 59.64"

Santo António, , por:


Page QR Code
Veja esta informação no seu 'smartphone' e leve-a consigo quando a for visitar.



Coordenadas GPS: N 38º 43.527' W 009º 08.994'


Temas: Políticos

Visite também nesta localidade ou concelho