Monumento aos Restauradores

 

O Monumento aos Restauradores comemora a libertação em relação ao domínio espanhol, em 1 de dezembro de 1640. É um obelisco com 30 metros de altura situado no meio da praça com o mesmo nome, tendo sido inaugurado em 28 de abril de 1886.

Índice

O Monumento

Este Monumento é um obelisco piramidal quadrado com 30 metros de altura e situa-se no centro da Praça dos Restauradores, no início da Avenida da Liberdade. Comemora o fim da monarquia espanhola, sob o Rei Filipe III de Portugal, Filipe IV de Espanha, em 1 de dezembro de 1640.

Assente sobre um ático quadrado, tem no lado norte (lado da Avenida da Liberdade) as armas de Lisboa e a sul (lado da Baixa e do rio) tem o escudo nacional.

No pedestal foram adossadas duas estátuas de bronze. A do lado norte é uma figura feminina que representa o génio da Vitória. Na mão direita, levantada, segura uma coroa de louros da Vitória e na esquerda uma palma. Aos pés estão depostos as fardas e paramentos militares. A do lado sul é uma figura masculina que representa o génio da Independência. Na mão dreita, levantada, tem uma corrente quebrada e na esquerda uma bandeira.

Nas faces leste e oeste vemos troféus de armas.

Construção e Inauguração

Num projeto de autoria de António Tomás da Fonseca, a construção ficou a cargo de Sérgio Augusto de Barros. As estátuas de bronze, no pedestal, foram executadas por José Simões de Almeida no lado norte e por Alberto Nunes no lado sul.

Foi inaugurado em 28 de abril de 1886.

Em 1 de dezembro de 1910 a nova Bandeira Portuguesa foi pela primeira vez hasteada junto deste monumento, comemorando os 270 anos da Restauração da Independência.

As Datas da Restauração

A meia altura do obelisco vemos duas figuras de bronze que representam de um lado a Vitória, com uma palma e uma coroa, do outro lado a Liberdade. Nos quatro lados do obelisco vemos várias datas que representam as principais batalhas da Guerra da Restauração:

12 de agosto de 1641 - As forças espanholas atacam a vila de Santo Aleixo (agora Santo Aleixo da Restauração, no concelho de Moura, distrito de Beja). Tendo-se refugiado na igreja, depois da destruição das muralhas, os habitantes acabam por perder a batalha devido ao número muito superior dos atacantes. A igreja ficou destruída, sendo reerguida em 1683.

16 de março de 1642 - O ataque dos espanhóis a Angra do Heroísmo, nos Açores, foi vencido pelos habitantes.

26 de maio de 1644 - Os portugueses entraram em Espanha e tomaram Montijo (Badajoz). Após serem atacados por forças espanholas, acabaram por vencer.

15 de agosto de 1648 - Várias terras portuguesas no Ultramar foram atacadas e apoderadas por forças holandesas. Pouco depois Salvador Correia de Sá consegue reaver Angola.

27 de janeiro de 1654 - Os portugueses no Brasil conseguem expulsar de vez os holandeses.

22 de junho de 1658 - Os portugueses cercam Badajoz mas são obrigados a retirar.

14 de janeiro de 1659 - Na célebre Batalha das Linhas de Elvas os castelhanossão vencidos e expulsos após sitiarem a Praça da Cidade.

8 de junho de 1663 - Após a praça de Évora ser sitiada pelos espanhóis o Conde de Vila Flor consegue vencer.

24 de junho de 1663 - As forças organizadas em Aldegalega (Montijo, Setúbal) preparam-se para conquistar Évora.

2 de julho de 1663 - Uma ofensiva de Espanha sobre Almeida (Guarda) é repelida.

3 de julho de 1664 - Após o cerco do Duque de Ossuna sobre Castelo Rodrigo (Guarda), Pedro Jacques de Magalhães copnsegue vencer os castelhanos.

14 de junho de 1665 - Apesar de ter apenas 1300 homens, os portugueses consegue suster um ataque de Espanha, com 15000 homens, sobre Vila Viçosa.

17 de junho de 1665 - Um ataque de Filipe IV de Espanha próximo de Estremoz acaba por ser vencido pelos portugueses.

13 de feveireiro de 1668 - Finalmente é assinado um Tratado de Paz e Portugal confirma finalmente a sua independência de Espanha.

Localização

O Monumento aos Restauradores situa-se no centro da Praça dos Restauradores, a sul da Avenida da Liberdade e a noroeste do Largo do Rossio.

Coordenadas GPS:
- DD.DDDDDº:     38.71573º  -9.14168º
- DDº MM.MMM':  N 38º 42.944'  W 009º 08.501'
- DDº MM' SS":    N 38º 42' 56.64"  W 009º 8' 30.06"

Referências

  1. Liga dos Combatentes. «Monumento à Restauração da Independência Nacional»
  2. Lisboa Património Cultural. «Aos Restauradores de 1640»
  3. Wikipedia. «Monumento aos Restauradores»
  4. Temas / Tags

    Obeliscos



    Santa Maria Maior, , por:



Temas