Sé Catedral de Braga

Sé Catedral de Braga

 

A cidade de Braga conhecida como a dos Arcebispos, tem na Sé Catedral o seu maior poder eclesiástico. Anterior à Nacionalidade, esta edificação do século XI é a Catedral mais antiga de Portugal.

História

Sé de Braga
Sé de Braga

A cidade de Braga conhecida como a dos Arcebispos, tem na Sé Catedral o seu maior poder eclesiástico. Como tal, a atual Sé é o reflexo do enriquecimento das diversas intervenções sofridas no decorrer dos anos, aplicados pelos diferentes arcebispos.

Anterior à Nacionalidade, esta edificação do século XI é a Catedral mais antiga de Portugal. A este facto se deve a célebre expressão "Mais antigo que a Sé de Braga" para designar algo muito antigo.

Assenta sobre um outro templo do século V, remontando à época romana, acreditando-se que o templo romano era dedicado a Ísis, conforme testemunha a inscrição nas traseiras da Sé. Ocorreu durante o episcopado de D. Pedro, então Bispo de Braga, entre os anos de 1070 e 1093, do qual se conservam muito poucos vestígios.

Visite também...
Sé Catedral de Viseu
Viseu

A Sé foi concebida segundo uma linha de peregrinação à semelhança de Santiago de Compostela e de Igrejas Francesas, composto por três naves, transepto saliente, cabeceira e deambulatório.

Das diversas intervenções, o absidíolo que atualmente se situa no pátio de São Geraldo e parte das arquivoltas do portal central, fazem parte da campanha primitiva. Das seguintes campanhas, a porta sul é no século XII, e no século XVI deu-se a transformação da fachada principal e o acrescento da galilé.

As restantes dependências exteriores são referentes ao claustro, correspondentes ao século XIX, e as capelas que o circundam, sendo a da Glória ao século XIV e a da Nossa Senhora da Piedade do século XVI.

Estrutura

A igreja desenvolve-se longitudinalmente numa planta de cruz latina. É formada por três naves, capela-mor e capelas laterais.

A fachada principal é formada por três panos (central e torres sineiras), e a anteceder uma galilé. No lado direito possui a única porta da primitiva Sé, de origem românica, e o corpo da sacristia adossado ao templo.

Visite também...
Igreja Matriz de Caminha
Caminha

No lado esquerdo é composta pelo claustro e pelas capelas.

Fachada Frontal

Sé de Braga - Frontal
Fachada Frontal
Sé de Braga - Entrada Principal
Entrada Principal
Sé de Braga - Porta Principal
Porta Principal
Sé de Braga - Porta Principal
Sé de Braga - Porta Principal
Sé de Braga - Porta Principal
Porta principal - Pormenores

É rasgada pelo portal principal em arco abatido com arquivoltas interiores, pertencentes ao românico e enquadrado por um arco canopial manuelino. Está encimada por duas janelas retilíneas com remate em frontão curvo, centradas pelas armas de D. Rodrigo Moura Teles.

Visite também...
Igreja de São Cristóvão da Nogueira
São Cristóvão da Nogueira

Remata numa tabela retangular que contém um nicho com a imagem do orago, encimado por um frontão interrompido por uma cruz episcopal sobre uma esfera.

A galilé, um dos elementos da reforma do século XVI, antecede a porta principal, com decoração e coberturas manuelinas, destacando-se a profusão das esculturas exteriores. É formada por quatro arcos, sendo um deles, o central, em volta perfeita e os laterais, tal como o da fachada sul, em arco quebrado. As grades metálicas de ferro forjado que encerram a galilé provém do interior do templo.

Sé de Braga - Pia de Água Benta
Sé de Braga - Pia de Água Benta
Sé de Braga - Pia de Água Benta
Pia de Água Benta

De considerar a existência deste nicho em arco de volta perfeita assente em duas colunas com duas bases coríntias. Ao centro, uma maravilhosa pia de água benta em mármore rosa encimada por uma cruz românica. Situa-se entre o portal principal e o interior da Sé

Torres Sineiras

Visite também...
Igreja do Carmo
Braga

A ladear o portal estão as duas torres sineiras quadrangulares formadas por dois rasgos na vertical em verga reta em cada uma das torres. Estes são encimados por frontões triangulares, sendo os de baixo portas com acesso a um varandim servindo de terraço, com guarda de ferro.

Os rasgos superiores, um em cada torre, referem-se a duas janelas.

São rematadas por três sineiras, sendo duas da torre esquerda e uma da direita, que são coroadas em cantaria vazadas formando numa coroa em volutas e pináculos piramidais.

Fachada Lateral Sul

Sé de Braga - Fachada Sul
Fachada Sul
Sé de Braga - Corpo da Sacristia
Corpo da Sacristia
Sé de Braga - Porta do Sol
Porta do Sol

Orientada a sul, esta fachada tem a sua relevância na Porta do Sol, o único rasgo que remonta ao portal primitivo da época românica, escavado e assente em colunelos com tímpano vazado por cruz. Tem ainda neste lado o corpo da sacristia.

Fachada Leste

Sé de Braga - Fachada Posterior - Torre da Cabeceira
Torre da Cabeceira
Sé de Braga - N. Sra. do Leite
N. Sra. do Leite
Visite também...
Igreja de Santiago
Braga

Nas traseiras da Sé, precisamente na torre da cabeceira, existe a imagem da Nossa Senhora do Leite, um dos ícones mais antigos da religião Cristã. Representa a simplicidade com que a Virgem nutre o Menino-Deus com o seu leite materno.

A poucos metros no sentido norte encontramos a inscrição dedicada a Ísis.

Fachada Lateral Norte

Sé de Braga - Entrada Norte
Entrada norte
Sé de Braga - Entrada Norte
Entrada norte

Esta fachada, orientada para a famosa Rua do Souto, dá acesso às capelas, ao pátio de São Geraldo e finalmente ao claustro.

Pátio de São Geraldo

Sé de Braga - Absidíolo Românico
Sé de Braga - Absidíolo Românico
Sé de Braga - Absidíolo Românico
Absidíolo Românico
Sé de Braga - Armas Eclesiásticas
Armas
Eclesiásticas

Esta entrada, que permite a ligação entre o exterior da Sé e o claustro, é anunciada com as armas eclesiásticas e atravessado por uma porta em arco quebrado com arquivoltas.

Visite também...
Braga Romana
Braga

Um pequeno espaço que permite albergar diversas peças romanas, formando um pequeno museu ao ar livre. A estes elementos junta-se no pátio de São Geraldo o Pelourinho Eclesiástico, a Capela com o mesmo nome e um absidíolo românico (entre o séculos IX e XII). Este correspondia à cabeceira de uma capela e atualmente posiciona-se no exterior, adossado a atual cabeceira da Sé.

Claustro

Sé de Braga - Jardim do Claustro
Sé de Braga - Jardim do Claustro
Jardim do Claustro
Sé de Braga - Claustro
Sé de Braga - Claustro
Claustro

O claustro sofreu uma campanha de obras do século XIX, substituindo um outro do século XVIII de estilo gótico que ameaçava ruir.

Visite também...
Sé Catedral de Miranda do Douro
Miranda do Douro

É de planta quadrada de um só piso, com coberturas em terraços e guardas balaustradas. Cada ala possui três arcos de volta perfeita assentes em colunas toscanas.

Ao centro encontra-se um chafariz e, na ala nascente, um altar das Almas e uma estátua de São Tiago.

Este espaço dá acesso ao já denominado Pátio de São Geraldo e à Capela com o mesmo nome, às Capelas da Nossa Senhora da Piedade e dos Reis, sendo a entrada desta última feita pelo interior do templo principal. Também dá acesso ao interior do templo principal e à escadaria que leva ao tesouro, situado no primeiro andar, no edifício do Cabido.

Sé de Braga - Capela das Almas
Sé de Braga - Capela das Almas
Capela das Almas
Sé de Braga - São Tiago
São Tiago

Capela de Nossa Senhora da Glória

Sé de Braga - Capela de Nossa Senhora da Glória
Capela de Nossa
Senhora da Glória

É a única extra recinto da Sé, contudo está adossada à Capela de São Geraldo. Templo edificado em 1331 pelo Arcebispo Gonçalo Pereira, albergando o túmulo do referido eclesiástico.

Visite também...
Braga Medieval
Braga

É formada pelo templo e uma torre de remate em ameias, com a fachada a assemelhar-se à Capela de São Geraldo. É composta por dois registos, sendo o inferior feito pelo portal em estilo gótico com múltiplas arquivoltas, e o superior por uma janela em tímpano e em arco de volta perfeita.

Capela de São Geraldo

Sé de Braga - Capela de São Geraldo
Capela de
São Geraldo

Situada no topo leste do pátio com o mesmo nome, esta capela com invocação a São Nicolau foi mandada edificar pelo Arcebispo Geraldo Moissac. Após a sua morte tomou o seu nome, inclusivamente os seus restos mortais perpetuam no retábulo principal, com os restos mortais do D. Rodrigo de Moura Teles, num túmulo no chão da capela.

A atual estrutura de paredes é o que resta da capela primitiva do século XIV. É formada por dois registos e rematada em empena.

Visite também...
Igreja do Convento da Madre de Deus
Penha de França

O registo inferior é feito pelo rasgo do portal em estilo gótico com múltiplas arquivoltas. Encimado e no registo superior, uma janela mainelada também com múltiplas arquivoltas e terminada por um friso.

Capela dos Reis

Sé de Braga - Capela dos Reis
Capela dos Reis

À semelhança do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha, a Capela dos Reis foi edificada em modo de agradecimento pela vitória dos portugueses na Batalha de Aljubarrota. Assim foi cumprido o voto do então Arcebispo de Braga, D. Lourenço Vicente, presente na batalha, em que tomou a Virgem como invocada.

Encontra-se adossada ao templo principal, do lado do Evangelho.

De planta poligonal, com as fachadas em cantaria de granito, é rasgada por janelas e portas em arcos apontados. Sob o estilo gótico, pode-se observar uma das portas a fazer ligação com o claustro.

Visite também...
Igreja de Nossa Senhora de Marvila
Santarém

Aqui se encontram os túmulos do D. Henrique de Borgonha e da sua mulher Dª Teresa de Leão, pais do nosso primeiro Rei de Portugal, D. Afonso Henriques. Igualmente descansam os restos mortais do então Arcebispo D. Lourenço Vicente.

Capela de Nossa Senhora da Piedade

Capela N. Sra. da Piedade - Nave
Nave da capela
Capela N. Sra. da Piedade - Capela dos Arcebispos
Entrada Capela
dos Arcebispos
Capela N. Sra. da Piedade - Túmulo do 1º Arcebispo
Túmulo do
Primeiro Arcebispo

Situada na ala norte do claustro, a Capela de Nossa Senhora da Piedade foi erigida em 1513 pelo Arcebispo D. Diogo de Sousa. Ao centro encontra-se o túmulo do mandatário desta capela.

Visite também...
Igreja de Nossa Senhora da Natividade
Escamarão

Formada por nave e capela-mor, possui as paredes laterais revestidas de azulejos. No lado oposto à capela-mor existe uma abertura de porta que dá acesso à ala dos túmulos dos Arcebispos de Braga.

Capela N. Sra. da Piedade - Nave - Lateral Esquerda
Lateral Esquerda
da Nave
Capela N. Sra. da Piedade - Nave - Lateral Esquerda
Lateral Esquerda
da Nave
Capela N. Sra. da Piedade - Capela-mor
Lateral esquerda
da Capela-mor
Capela N. Sra. da Piedade - Capela-mor
Capela-mor
 
Capela N. Sra. da Piedade - Capela-mor
Lateral direita
da Capela-mor
Capela N. Sra. da Piedade - Lateral Direita
Lateral Direita
da Nave
Capela N. Sra. da Piedade - Pia batismal
Pia Batismal

Classificação

A Sé de Braga entrou para a lista dos Monumentos Nacionais em 1910.

Localização

Coordenadas GPS:
- DD.DDDDDº:     41.54990º  -8.42750º
- DDº MM.MMM':  N 41º 32.994'  W 008º 25.650'
- DDº MM' SS":    N 41º 32' 59.64"  W 008º 25' 39.00"

Referências

Temas / Tags




Braga, , por:



Artigos Relacionados