Mosteiro de Santo André

O Mosteiro de Santo André de Rendufe é um dos poucos exemplos de mosteiro que têm a sua origem no tempo do Conde D. Henrique.

A Origem

Mosteiro de Rendufe
Mosteiro e Igreja

Desconhece-se verdadeiramente a data da fundação, mas é possível que tivesse ocorrido antes do ano de 1090, porque em dezembro do mesmo ano o seu abade figurou num julgamento.

Tornou-se numa das principais casas beneditinas entre os séculos XII e XIV. A igreja, segundo uma inscrição existente no pavimento junto ao arco do cruzeiro, em 1151 já estava edificada.

Idade Contemporânea

Deste conjunto monástico da época medieval já nada resta, pois viria a sofrer reformas posteriores com a edificação da biblioteca e do claustro. A atual igreja corresponde ao século XVIII (1716-1719), que foram também os anos em que recebeu a talha barroca.

No entanto as obras sempre estiveram presentes na história deste mosteiro, ainda decorria a Idade Média.

Nesta época o Mosteiro de Santo André de Rendufe, possuidor nesse tempo de amplo domínio e rico, viria a sofrer, como a maioria das casas conventuais de Portugal, uma gestão verdadeiramente ruinosa dos abades comendatários.

Para agravar a situação, neste caso particular estiveram os conflitos levantados entre o Mosteiro, o Arcebispo e a família Vasconcelos, que então dominava esta região. Estes problemas levaram à sua extinção, seguindo-se de uma restauração efetuada em 1401.

Entretanto a grande reforma deu-se em 1551, quando o seu empreendedor D. Henrique de Sousa reedificou o conjunto monástico. Esta grande remodelação acabou por se sentir no templo religioso, passando a possuir três naves com capelas laterais e mantendo-se assim até ao século XVIII.

A Igreja

Mosteiro de Rendufe
Fachada
Mosteiro de Rendufe
Estátuas

Desde as obras realizadas no século XVIII até à atualidade a igreja, que se desenvolve longitudinalmente, apresenta uma planta em cruz latina formada por uma só nave e capela-mor de grandes dimensões.

A fachada é delimitada por cunhais de pilastras, termina em empena triangular e é ladeada por duas torres sineiras. O rasgo do portal principal é em verga reta, sobrepujado de um entablamento ao qual se sobrepõem três nichos com as imagens dos Santos António, São Bento e Santa Escolástica, por sua vez sobrepostos por três janelas ovais. É rematada por um frontão triangular.

As sineiras quadrangulares são rematadas por coberturas bolbosas.

O Convento

Mosteiro de Rendufe
Mosteiro
Mosteiro de Rendufe
Porta principal
Mosteiro de Rendufe
Frontão

Nas restantes dependências conventuais foi construído um novo dormitório em 1731 e uma biblioteca em 1719.

Mosteiro de Rendufe
Fonte
Mosteiro de Rendufe - Fonte
Pormenor

À volta deste conjunto monástico existiam terrenos de cultivo. Em 1834, com a extinção das ordens religiosas, a igreja passou a pertencer à paróquia, com as restantes dependências a caírem na ruína. Atualmente estas dependências estão a ser avaliadas para uma restauração e os terrenos que contornam o mosteiro estão dedicados ao cultivo do vinho.

Localização

O Mosteiro situa-se junto da estrada M567, cerca de 700 metros a norte de Rendufe.

Coordenadas GPS:
- DD.DDDDDº:     41.63598º  -8.40593º
- DDº MM.MMM':  N 41º 38.159'  W 008º 24.356'
- DDº MM' SS":    N 41º 38' 9.54"  W 008º 24' 21.36"

Referências

 

Temas / Tags




Rendufe, , por:



Blog Visitar Portugal

Veja também

Mosteiro de Fráguas
Mosteiro de Fráguas