Esta igreja, com origem no século XII, situa-se no Lugar do Mosteiro, na freguesia de Tarouquela, e pertencia a um dos primeiros mosteiros femininos da ordem de São Bento a sul do Douro.

História

Igreja de Tarouquela
Fachada frontal
Igreja de Tarouquela
Igreja de Tarouquela

Esta igreja situa-se no Lugar do Mosteiro, na freguesia de Tarouquela, e pertencia a um dos primeiros mosteiros femininos da ordem de São Bento a sul do Douro.

Com origem no século XII, este mosteiro foi fundado por um casal, Ramiro Gonçalves e sua esposa D. Ouruana Nunes. Estes adquiriram uma herdade que tinha pertencido ao aio de D. Afonso Henriques, Egas Moniz, para ali fundarem o mosteiro. O mosteiro foi reconhecido pelo bispo de Lamego em 1171.

No final deste século ou início do seguinte dá-se início à construção da Igreja do Mosteiro. Possivelmente, segundo uma inscrição, a igreja foi concluída ou sagrada em 1214.

De 1481 a 1495 foi construída a Capela de São João Batista e pouco tempo depois foi criada a imagem da Virgem do Leite.

Entrando em declínio no século XV devido à sua situação geográfica e principalmente ao desleixo das monjas, dá-se finalmente, em 1535, a transição para um mosteiro no Porto juntamente com monjas de diversos outros mosteiros. O Mosteiro de Tarouquela passa a ser administrado por esse mesmo mosteiro do Porto.

Nos séculos XVII e XVIII é ampliada a capela-mor do Mosteiro de Tarouquela. No entanto, no final deste último século a parte conventual quase desapareceu.

A igreja é restaurada na década de 1970. Finalmente em 2014 e 2015 são feitas diversas obras de conservação pela sua integração na Rota do Românico, integração essa que já tinha acontecido em 2010.

Fachada Principal

Igreja de Tarouquela
Pormenor - Esquerda
Igreja de Tarouquela
Pormenor - Tímpano
Igreja de Tarouquela
Pormenor - Direita

Na fachada oeste salienta-se o portal principal com arquivoltas em arco quebrado assentes sobre colunas. De notar, sobre as impostas, as imagens de dois cães que seguram corpos humanos pelas pernas. Simbolizam o afastamento de forças malignas à entrada da igreja e o castigo que os pecadores podem esperar.

Os capitéis das restantes colunas são também decorados, conforme habitual neste tipo de construção, com motivos vegetalistas e animalistas. O tímpano é também decorado com motivo vegetalista.

Sobreposto ao portal nota-se um recorte sobre um friso, onde pode ter estado um alpendre.

Fachada Norte

Igreja de Tarouquela - Fachada norte
Fachada norte
Igreja de Tarouquela - Fachada norte
Norte - Capela-mor
Igreja de Tarouquela - Fachada norte
Norte - Nave da Igreja

Fachada Sul

Igreja de Tarouquela
Fachada sul
Igreja de Tarouquela
Fachada sul e Sacristia
Igreja de Tarouquela - Portal sul
Portal sul - pormenor

No lado direito vê-se a antiga capela de São João Batista, criada no final do século XV, e que atualmente é a sacristia.

Na fachada sul existe outra porta de duas arquivoltas em arco quebrado sobre colunas com capitéis e tímpano liso. As mísulas indicam que houve aqui um alpendre a proteger esta entrada lateral e a escada de acesso à torre sineira, como se nota na foto de 1960.

Sobre as mísulas existe ainda um friso, a que se sobrepõem duas pequenas janelas.

Igreja de Tarouquela - Fachada sul
Fachada sul e túmulos
Igreja de Tarouquela - Túmulos
Túmulos

Ainda na fachada sul da igreja encontramos dois túmulos de que se ignora a quem foram destinados. No entanto, os símbolos presentes nas tampas, uma espada e um báculo, podem indicar que um dos tumulados foi uma abadessa. Estes túmulos estavam no interior da igreja, tendo sido posteriormente transportados para o local atual.

Torre Sineira

Igreja de Tarouquela
Igreja e Torre Sineira

No lado sul da igreja, ligeiramente recuada, está a torre sineira quadrada com quatro sinos em arco de volta completa. É encimado por uma pirâmide ladeada por pináculos e terminada com uma cruz. O acesso à torre é feita pela escada no lado exterior sul da igreja.

Fotos antigas

Igreja de Tarouquela, 1951
Igreja
em 1951
Igreja de Tarouquela - lateral, 1960
Lateral sul da
igreja em 1960
Igreja de Tarouquela, 1962
Igreja em 1962

Estas fotos antigas, tal como as fotos de interior, foram inseridas com a devida autorização da Rota do Românico.

Interior

igreja nave
Nave da Igreja
igreja altar mor
Altar-mor
igreja sacristia
Sacristia

A igreja é de nave única e capela-mor mais baixa e mais estreita que a nave. A meio da nave, no lado esquerdo, existe outro altar também em estilo barroco tal como o altar-mor, e mais dois altares colaterais à capela-mor.

Destaca-se as esculturas beneditinas com particular relevo para os animais com a função de proteger contra o mal, dois homens com uma cabeça, um homem entre duas aves, uma sereia, serpentes, palmetas e motivos geométricos.

A separar a nave da capela-mor, no arco triunfal, quebrado, salienta-se a decoração com vestígios de uma pintura policroma.

Rota do Românico

Esta igreja faz parte da Rota do Românico, sendo o número 26 do Percurso do Vale do Douro.

Classificação

Esta igreja está classificada como Monumento Nacional desde 1945.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 04.183' W 008 11.273'  (41.06972, -8.18788)

Referências

Temas / Tags

Tarouquela, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Igreja de São Cristóvão da Nogueira
São Cristóvão da Nogueira, Cinfães
(5 km E)

Memorial de Alpendorada
Vila de Alpendorada, Marco de Canaveses
(5 km NW)

Igreja de Nossa Senhora da Natividade
Escamarão, Cinfães
(6 km W)

Mosteiro de Vila Boa do Bispo
Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses
(7 km N)

Marmoiral do Sobrado
Castelo de Paiva
(8 km SW)

Monumento Nacional


Igreja de São Pedro de Ferreira
Ferreira, Paços de Ferreira

Igreja da Memória
Ajuda, Lisboa

Castelo
Castelo de Vide

Cruzeiro de Santa Marta do Portuzelo
Santa Marta de Portuzelo, Viana do Castelo

O Românico na Europa e em Portugal

Percurso do Vale do Douro


Igreja de São Cristóvão da Nogueira
São Cristóvão da Nogueira, Cinfães

Igreja Matriz de São Martinho de Mouros
São Martinho de Mouros, Resende

Memorial de Alpendorada
Vila de Alpendorada, Marco de Canaveses

Rota do Românico


Igreja de São Cristóvão da Nogueira
São Cristóvão da Nogueira, Cinfães

Castelo de Arnóia
Arnóia, Celorico de Basto

Ponte de Espindo
Meinedo, Lousada

Santa Maria

Século XII

Século XIII

Torre Sineira


Igreja da Misericórdia de Tancos
Tancos, Vila Nova da Barquinha

Igreja de Santa Bárbara de Nexe
Santa Bárbara de Nexe, Faro

Capela de Santa Quitéria
Casais das Cumeiras, Azambuja

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Estilo Manuelino

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Imóvel de Interesse Público

Nossa Senhora da Ajuda

Pontes Romanas


Ponte Romana
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova

Ponte Romana
Vide, Seia

Ponte Romana
Aldeia da Ponte, Sabugal

Ponte Romana
Vermiosa, Figueira de Castelo Rodrigo

Solares


Alto do Senhor da Boa Morte
Povos, Vila Franca de Xira

Casa Senhorial
Bornes, Macedo de Cavaleiros

Casa Solarenga
Beco, Ferreira do Zêzere

Século XVII

Século XVIII