Capela da Colegiada de Santa Ana

A Capela de Santa Ana, como a colegiada nela instituída, foram fundadas no século XVIII pela vontade do Dr. Jerónimo Botelho Correia Guedes do Amaral, que deixou em testamento no sentido de terminarem a capela, e para os representantes que a dirigissem.

A capela, que está anexada ao edifício da Santa Casa da Misericórdia, mostra na sua fachada a grandiosa verticalidade, mostra duas áreas distintas como o corpo da capela e o seu coroamento, sendo formado por um ático e um frontão que o remata, no lado direito, e num plano ligeiramente recuado encontra-se a torre sineira.

No corpo da capela rasgam-se seis vãos, uma portada e cinco janelas. Duas ladeando a parte superior da portada, situando-se as outras três na parte superior recortadas e rematadas por mísulas e, principalmente, o frontão contracurvado com o tímpano decorado com motivos vegetalistas.

O interior define-se por dois corpos quadrangulares, e um corpo central de forma octogonal. O corpo da capela assenta num arco abatido com caixotões no intradorso. Nas paredes da entrada e da capela-mor rasgam-se simetricamente duas portas. No primeiro caso dá acesso ao pequeno batistério e ao coro da torre sineira, e no segundo dá acesso à sacristia.

Coordenadas GPS: N 41 17.710' W 007 44.838'  (41.29517, -7.74730)
Vila Real, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Os Mais Próximos


Casa de Diogo Cão
Vila Real
(62 m E)

Sé Catedral de Vila Real
Vila Real
(136 m N)

Santa Ana

Século XVIII

Torre Sineira

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Castelo de Pirescoxe
Pirescoxe, Loures

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Estação da CP

Estilo Manuelino

Igreja e Hospital da Misericórdia

Imóvel de Interesse Público

Monumento Nacional


Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta de Santa Marta
Santa Marta, Penafiel

Muralhas

Pontes Romanas


Ponte Romana
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova

Ponte Romana
Vide, Seia

Ponte Romana
Aldeia da Ponte, Sabugal

Santo António

Século XII

Recentes

Comentários