Palacio de Mateus
Palacio de Mateus
Palacio de Mateus
Palacio de Mateus

Casa, Solar ou Palácio de Mateus, são as três designações por que é conhecido o Palácio de Mateus. Contribui para umas das obras mais significativas da arquitetura civil portuguesa do estilo barroco. Num monumento com uma amplitude como este, há muitas dúvidas da sua autoria que permanecem por esclarecer. Também não se sabe ao certo em que ano começou a ser construído. Contudo crê-se que, no ano de 1743, o Arcebispo de então, D. José de Bragança, foi informado que António José Botelho Mourão havia demolido um palácio para mandar construir outro muito melhor.

Por outro lado, esta cronologia coincide com a época em que o arquitecto Italiano Nicolau Nasoni trabalhou na Igreja de Santa Eulália da Cumeeira, sendo estes dados a consolidação do Solar de Mateus a Nasoni, havendo por isso trabalhos feitos por este, em que as semelhanças são evidentes, tais como o Palácio do Freixo, a casa de Ramalde e a Igreja de São João Novo.

Palacio de Mateus - Capela
Palacio de Mateus - Capela

Uma planta tipo "U", faz com que se consiga tirar um maior partido, dinamizada pelos pátios e escadarias. A capela é o prolongamento de um dos corpos da fachada, apresentando inúmeras semelhanças ao nível da composição da frontaria com a Igreja Nova de Vila Real.

Atualmente o Palácio Mateus está transformado numa fundação com o mesmo nome, dirigida pela família. O palácio e os seus jardins, estão rodeados de vinhas que têm o mesmo nome.

Palacio Mateus - cocheira
Palacio Mateus - cocheira
Os estábulos
Palacio Mateus - lagar
Palacio Mateus - lagar
A adega
Palacio Mateus - jardim
Palacio Mateus - jardim
Palacio Mateus - jardim
Palacio Mateus - jardim
Os Jardins

É Monumento Nacional desde 1910.

Coordenadas GPS: N 41 17.819' W 007 42.772'  (41.29698, -7.71287)
Mateus, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Recentes