Igreja Matriz de Justes

A sua fundação foi como capela com o nome de Santa Maria Madalena, e durante muitos anos funcionou como Igreja Matriz da Vila de Justes. Datada do século XVII, este templo religioso tomou as características maneiristas.

De planta longitudinal, é composta por volumes como nave, capela-mor e sacristia. A fachada é precedida por três degraus, e ladeada à direita pela torre sineira, sendo caso único entre as capelas seiscentistas da região. Ao centro apresenta um portal de moldura rectangular com pilastras, rematado por frontão de volutas interrompido por conchas e ladeado superiormente por dois janelos. Este primeiro registo é rematado por friso, apresentando pilastras nos cunhais.

A nave com um coro alto é coberto com um teto de masseira. Ladeando o arco triunfal, que apresenta vestígios de pintura, foram colocados dois retábulos de talha neoclássica polícroma. A capela-mor é coberta por abóbada de madeira, pintada com a representação do Espírito Santo ao centro rodeado pelas figuras dos apóstolos. As pinturas são datadas de 1874. O retábulo-mor neoclássico, também de talha polícroma, possui tronco com tribuna de volta perfeita ladeada por colunas, com portas laterais de acesso ao tronco encimadas por imaginária.

Com tanto valor, este monumento é simplesmente de Interesse Municipal.

Coordenadas GPS: N 41 20.900' W 007 37.096'  (41.34833, -7.61827)
Justes, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Recentes