Sem nenhuma certeza quanto à sua edificação, pelas suas caraterísticas estruturais a capela de Santo Abdão pertence ao período de transição do românico para o gótico.

Origem

Capela de Sabto Abdão
Fachada frontal
Capela de Sabto Abdão
Lateral sul e leste
Capela de Sabto Abdão
Lateral norte

Sem nenhuma certeza quanto à sua edificação, sendo alvo de várias interpretações quanto à sua origem, pelas suas caraterísticas estruturais a capela de Santo Abdão pertence ao período de transição do românico para o gótico, ou seja, pelo século XII ou XIII.

Uma das interpretações está ligada à evocação do Santo Abdão, um santo italiano martirizado em Roma. O templo religioso terá sido fundado por três peregrinos italianos a caminho de Santiago de Compostela que ali pernoitaram.

A segunda tem como base o santo, sendo que o seu culto pode ter influência bizantina altimedieval, com uma terceira interpretação de que o motivo pode ser funerário.

Fachada Frontal

Capela de Sabto Abdão
Tímpano da
porta principal
Capela de Sabto Abdão - Superior da porta
Superior da
porta principal
Capela de Sabto Abdão - Colunelo e friso
Colunelo
Capela de Sabto Abdão - Base
Base

O templo apresenta-se com uma simplicidade, seguindo uma planta longitudinal formada por uma nave e capela-mor, sendo esta mais pequena que a estrutura central. Possui os únicos rasgos na fachada principal e lateral sul.

A fachada principal é feita através do portal, em arco apontado e em tímpano decorado com elementos geométricos como cruzes vazadas inseridas em circulo. A seu lado está um espaço livre onde, segundo tudo indica, existiu uma imagem nua que atribuem à figura de Adão.

É encimado por um circulo, igualmente em tímpano, que é constituído por nove pequenos círculos, dos quais os centrais formam uma cruz.

Laterais

Capela de Sabto Abdão - Porta sul
Porta
lateral sul
Capela de Sabto Abdão - Superior da porta
Superior da porta sul

A fachada lateral orientada a sul tem um rasgo da porta com acesso à nave, em arco apontado e em tímpano, com elemento animalista, como por exemplo uma ave.

Na capela-mor existe uma pequena fresta lateral. Nas traseiras desta existe uma fresta maior, contudo está fechada. Na fachada lateral norte nota-se uma porta entaipada em altura incerta. De referir, à volta do edifício, a presença de cachorrada de modilhões.

Classificação

Desde 1957, a capela começa a ser considerada como Imóvel de Interesse Pública.

Localização

Esta capela está situada 30 metros a norte da Igreja Matriz.

Coordenadas GPS: N 41 44.565' W 008 36.246'  (41.74275, -8.60410)

Referências

Temas / Tags

Correlhã, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Sepulturas Antropomórficas
Correlhã, Ponte de Lima
(24 m NE)

Igreja Matriz da Correlhã
Correlhã, Ponte de Lima
(37 m S)

Cruzeiro de Pedrosa
Correlhã, Ponte de Lima
(1 km N)

Rio Lima
Ponte de Lima
(2 km NE)

Igreja de Nossa Senhora da Guia
Ponte de Lima
(3 km NE)

Estilo Gótico

Imóvel de Interesse Público


Convento do Grilo
Beato, Lisboa

Castelo de Alcanede
Alcanede, Santarém

Igreja e Torre de Vila Nova de Muía
Vila Nova de Muía, Ponte da Barca

Ponte de S. Miguel de Arcos
Arcos, Vila do Conde

O Românico na Europa e em Portugal

Outros Santos


Século XII

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Câmara Municipal

Ermida ou capela isolada

Estilo Barroco


Estilo Maneirista

Igreja e Hospital da Misericórdia

Povoados Pré-romanos


Castro de Lanhoso
Póvoa de Lanhoso

Citânia de Briteiros
Briteiros (São Salvador), Guimarães

Citânia de Sanfins
Sanfins, Paços de Ferreira

Citânia de Santa Luzia
Areosa, Viana do Castelo

Século XVI

Torre Sineira


A nossa Igreja
Freches, Trancoso

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Antiga Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja

Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Torre de Menagem ou de Vigia