Anta Barrosa
Anta Barrosa

Estamos em 1910, quando a Anta da Barrosa foi descoberta, tendo sido de imediato classificada por constituir o maior e o melhor preservado Monumento Megalítico de todos os quantos identificados até então, no Vale de Âncora.

Anta Barrosa
Anta Barrosa

Este monumento pré-histórico tem a sua data compreendida entre os anos 2000 a 1700 a.C., segundo a opinião do científico João de Castro Nunes, o que pressupõe situar-nos na Idade do Bronze. Este monumento funerário de consideráveis dimensões insere-se na tipologia dos dolmens de corredor do noroeste peninsular.

Esta câmara funerária de planta poligonal formada por oito esteios e com uma cobertura de uma lage, é antecedida por um corredor de seis metros de comprimento e um metro e meio de largura. Contudo não parecem subsistir quaisquer vestígios de mamoa.

Entretanto, já no início do século XXI, o respetivo sítio veio novamente ao encontro à história, ao ser revelado que sofreu uma ocupação romana entre os séculos I e II d.C., segundo as análise feitas a fragmentos de cerâmica comum e a alguns materiais de construção como a telha romana.

Por isso, com o monumento existente até à data, foi considerado como Monumento Nacional.

Tamanha antiguidade está nas Coordenadas GPS: N 41 48.600' W 008 51.038'  (41.81000, -8.85063)

Vila Praia de Âncora, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Os Mais Próximos


Capela de Nossa Senhora da Bonança
Vila Praia de Âncora, Caminha
(1 km W)

Forte da Lagarteira
Vila Praia de Âncora, Caminha
(2 km NW)

Forte do Cão
Âncora, Caminha
(2 km SW)

Capela de São Pedro de Varais
Vile, Caminha
(3 km NE)

Antas ou Dolmens


Anta de Monte Abraão
Monte Abraão, Sintra

Dolmen das Carniçosas
Alhadas, Figueira da Foz

Anta do Olival da Pêga
Telheiro, Reguengos de Monsaraz

Monumento Nacional

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Castelo de Pirescoxe
Pirescoxe, Loures

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Conventos e Mosteiros


Câmara Municipal

Escadaria

Estilo Barroco

Estilo Manuelino

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Portas da Cidade ou do Castelo


Alminhas da Ponte
São Nicolau, Porto

Arco D. Dinis
Vila Flor

Calçada Romana
Sortelha, Sabugal

Santa Maria


Convento de Santa Maria de Semide
Semide, Miranda do Corvo

Igreja Matriz de Algodres
Algodres, Figueira de Castelo Rodrigo

Igreja Matriz de Azurara
Azurara, Vila do Conde

São Lourenço

Século XVIII

Recentes

Comentários