Em 1857 iniciou uma epidemia de febre amarela que chegou até Sesimbra. Foi necessário procurar um local onde sepultar os muitos corpos dos mortos pela doença, suficientemente afastado da população.

Cruz do Calvário
Cruz do Calvário

A Câmara Municipal mandou colocar ali uma cruz de madeira para marcar o local escolhido, a elevação do terreno onde antes existiu um fortim que pertencia ao sistema defensivo da baía de Sesimbra. O local foi então denominado de Monte Calvário.

Em 1941 a cruz de madeira foi substituída por uma cruz de pedra. Na base estão duas datas, 1857 como data do acontecimento e 1941 como data da cruz. Esta cruz foi vandalizada e destruída, sendo substituída por outra em 1981. Erradamente, a data inscrita foi 1949 em vez de 1941.

Coordenadas GPS: N 38 26.585' W 009 05.800'  (38.44308, -9.09667)

Temas / Tags

Sesimbra, publicado em por

 


Os Mais Próximos

Memoriais


Largo Rosa do Miguel
Aveiras de Cima, Azambuja

Memorial da Batalha de Ourique
Vila Chã de Ourique, Cartaxo

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros

Ermida ou capela isolada


Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Nossa Senhora da Conceição

Nossa Senhora das Dores

Outras Devoções a Nossa Senhora


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Capela Nossa Senhora do Viso
Vale de Sancha, Mirandela

Capela da Senhora da Cabeça
Pereiros, São João da Pesqueira

Capela da Senhora do Aumento
Souto Fiscal, Monção

Capela da Tojeirinha
Alqueidão da Serra, Porto de Mós

Portas da Cidade ou do Castelo


Século XII

Século XVI