Origem

Castelo visto da vila
Castelo visto da Vila

A região de Sesimbra foi ocupada desde a pré-história, dada a proximidade do mar, a possibilidade da pesca e a existência de terrenos férteis.

Diversos achados arqueológicos mostram a presença de povos diversos na zona de Sesimbra, como os fenícios, os gregos e os romanos.

Foi depois ocupada pelos visigodos e pelos muçulmanos que ali terão construído uma primeira fortaleza.

O Castelo de Sesimbra tem assim origem no século IX, durante a ocupação muçulmana da Península.

Primeira Conquista e Perda

Castelo visto de oeste
Castelo visto de oeste

Conquistado em 1165 por D. Afonso Henriques, depois da conquista de Lisboa, foi 26 anos depois ocupado pelos almóadas.

A população local, ao saber da invasão pelo califa almóada Iacube Almançor, preferiu abandonar a povoação deixando-a livre para o povo invasor.

Conquista Definitiva

Em 1199 D. Sancho I reconquista definitivamente o castelo para o reino de Portugal, com auxílio dos cruzados do norte da Europa, os Francos. Foi também este rei que atribuiu o primeiro foral a Sesimbra, em 1201, que foi confirmado por D. Afonso II.

Ordem de Santiago

Vila vista do Castelo
Vila vista do Castelo

No reinado de D. Sancho II o castelo de Sesimbra e os domínios da povoação foram entregues a D. Paio Peres Correia, Grão-Mestre da Ordem de Santiago. Os membros da Ordem concedem privilégios aos pescadores, conseguindo assim fazer aumentar o povoamento.

O rei D. Dinis aumenta os privilégios, confirma de novo o foral e eleva a povoação à categoria de vila e a sede de Concelho, em 1323.

Expansão da Povoação

Interior do Castelo
Interior do Castelo

No início a vila de Sesimbra situa-se dentro das muralhas do castelo, que foi ampliado ao longo da Idade Média, dada a sua posição estratégica para defesa da costa marítima.

Com o aumento populacional e principalmente com o desenvolvimento da pesca e a construção naval, a partir do século XIV a população começa a fixar-se junto da costa na denominada Póvoa da Ribeira de Sesimbra, que ganha importância em relação à vila.

Abandonado progressivamente o castelo, este começou a sofrer uma degradação.

No século XVI D. Manuel I concede novo foral a Sesimbra, fazendo erguer a fortificação, denominada de Forte de São Valentim ou Forte da Marinha, junto da praia. Este forte estava artilhado dada a sua função de defesa da costa.

D. João III criou a nova freguesia da Ribeira, atualmente designada por freguesia de Santiago, que inclui a zona urbana da vila.

Abandono do Castelo

Interior e Torre de Menagem
Interior e Torre de Menagem

No século XVII o castelo teve grandes modificações devido à necessidade de se adaptar aos novos métodos de construção e de defesa, sendo então construídos os revelins triangulares.

Foi também nesta época que se ergueu o atual Forte de Santiago sobre as ruínas do anterior Forte de São Valentim, junto da praia.

O terramoto de 1755 causou grandes estragos no castelo, que continuou então a perder toda a sua anterior importância.

O Século XX

Dado o afastamento de Sesimbra e a dificuldade de acessos, só na segunda metade do século XX iniciou a sua expansão, devido ao turismo.

Apenas na década de 1930 o castelo começa a ser recuperado pela Direção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais.

Descrição

Castelo visto da Vila
Castelo visto da Vila
Alcáçova
Alcáçova
Placa da Alcáçova
Placa da
Alcáçova
Torre de Menagem
Torre de Menagem

A planta do castelo, situado a 240 metros de altitude, é irregular para se adaptar às condições do terreno, ocupando todo o topo do monte. É composto pela alcáçova a norte, com a torre de menagem e a torre de vigia. No extremo leste é protegido por outra torre de vigia.

Torre de Vigia a leste
Torre de Vigia a leste
Igreja de Santa Maria
Igreja de Santa Maria

Na muralha estão adossados dois baluartes a norte e outros dois a sul, do século XVII. É aberta por duas portas, a Porta do Sol a nordeste e a Porta de Azóia a noroeste.

No interior do castelo podemos ainda ver a Igreja de Santa Maria do Castelo, do século XII, as ruínas do que foi a Casa da Câmara e as cisternas.

O castelo proporciona uma esplêndida vista sobre a vila, sobre o mar e toda a região em redor.

Torre Leste
Torre Leste
História do Castelo
O Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo

No interior da torre leste está uma exposição sobre Sesimbra e o castelo, a sua história e dos reis e figuras da realeza ao longo da história da vila.

Classificação

O Castelo de Sesimbra está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Localização

Situado no cimo do monte, acede-se ao castelo por um desvio da estrada de saída de Sesimbra para norte.

Coordenadas GPS: N 38 27.045' W 009 06.538'  (38.45075, -9.10897)

Referências

Temas / Tags

Sesimbra, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Igreja Matriz de Santiago
Sesimbra
(885 m SE)

Praias de Sesimbra
Sesimbra
(918 m S)

Casa do Bispo
Sesimbra
(974 m SE)

Castelos

Miradouros


Miradouro sobre o Curral das Freiras
Curral das Freiras, Câmara de Lobos

Cabo Espichel
Cabo Espichel, Sesimbra

Capela de São Brás
Barcelinhos, Barcelos

Monumento Nacional

Museus e Galerias de Exposição


Portas da Cidade ou do Castelo

Torre de Menagem ou de Vigia


Igreja de Manhente
Manhente, Barcelos

Castelo de Pena de Aguiar
Castelo, Vila Pouca de Aguiar

Castelo de Lanhoso
Póvoa de Lanhoso

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Imóvel de Interesse Público

Lavadouros


Chafariz Real
Vendas Novas

Fonte da Bica e Lavadouro
Degracia Cimeira, Gavião

Fonte de Ouguela
Ouguela, Campo Maior

Fonte do Olival Santo e Lavadouros
Sancheira Grande, Óbidos

Fonte e Lavadouro
Macinhata do Vouga, Águeda

Pontes Modernas

Rios


A ponte sobre o Tejo
Vila Velha de Ródão

Barca D´Alva
Escalhão, Figueira de Castelo Rodrigo

Cais fluvial da Senhora da Ribeira
Seixo de Ansiães, Carrazeda de Ansiães

Capela de Santa Teresinha
Pomarão, Mértola

Santa Maria

São Pedro

Século XII


Século XVII

Torre Sineira


A nossa Igreja
Freches, Trancoso

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Antiga Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja

Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Órgão de Tubos


Basílica da Estrela
Estrela, Lisboa

Igreja Matriz da Bemposta
Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Azeméis