Igreja de Nossa Senhora de Marvila
Igreja e Torre Sineira

Remontando à Reconquista Cristã, este templo religioso resulta da reedificação de uma antiga mesquita da Medina Islâmica, tendo sido entregue à Mitra de Lisboa e mais tarde, em 1159, doada à Ordem dos Templários por D. Afonso Henriques. Esta razão, e pela sua designação ser sempre de Santa Maria de Santarém, vem atestar a preferência desta sobre todas as outras existentes, tornando-se por isso na paroquial desta freguesia de Marvila. Por este importante fato, em 1244, foi elevada a Colegiada, tornando-se assim na Colegiada de Santa Maria de Marvila.

 
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - porta
Porta principal

Com a cristianização consumada, o templo foi totalmente reconstruída no século XIII sob a égide do gótico e da qual pouco ou nada resta na atualidade. A intervenção seguinte aconteceu no século XVI quando foi reformada totalmente e ampliada, estando incluída nesta intervenção o atual portal manuelino, os arcos interiores, a cabeceira e a primitiva torre.

 
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - capela-mor
Capela-Mor
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - capela lateral
Lateral esquerda
 
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - capela lateral
Lateral direita
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - interior
Interior centro

Continuando a sofrer intervenções, no século XVII foram aplicados azulejos na cabeceira e capela-mor, a pintura da abóbada da sacristia, a construção do retábulo em talha dourada do altar-mor, entre outros, e para terminar as intervenções de fundo, no século XIX, em que a torre sineira manuelina de planta circular deu lugar à atual, anexado-a à fachada.

Igreja de Nossa Senhora de Marvila - azulejos
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - azulejos
Paredes de Azulejos
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - azulejos
Arcadas

De planta retangular, é formada por três naves e capela-mor. Na fachada destaca-se no seu rasgo o magnífico portal manuelino, com motivos naturalistas, com uma arcaria trilobada de recorte acortinado. É encimado por um óculo em tímpano e à esquerda, adossada ao templo, a torre sineira de planta retangular com quatro sinos e uma cobertura em cone. Nas laterais estão janelas com iluminação para a nave.

Igreja de Nossa Senhora de Marvila - água benta
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - água benta
Pia de Água benta
 
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - púlpito
Púlpito
Igreja de Nossa Senhora de Marvila - coro e órgão de tubos
Coro-Alto e
Órgão de Tubos

O interior é formado por três naves com arcos manuelinos de volta perfeita apoiados por doze colunas de capitéis de ordem jónica. A nave e o coro-alto estão revestidas de azulejos. O coro está posicionado numa elevada altitude, ocupando parte do primeiro tramo das naves. O púlpito em mármore assenta num balaústre estriado, decorado no nó com onze colunas caneladas da ordem coríntia.

Um arco de volta perfeita polilobado faz a ligação entre a nave e a capela-mor, tendo esta uma cobertura de abóbada polinervada, decorada com esferas armilares e Cruzes de Cristo.

Desde 1917, encontra-se classificado como Monumento Nacional.

Coordenadas GPS: N 39 14.106' W 008 40.899'  (39.23510, -8.68165)

Temas / Tags

Santarém, publicado em por

 


Os Mais Próximos

Estilo Gótico


Igreja de Santa Cruz
Ribeira de Santarém, Santarém

Igreja Paroquial de São Pedro
Vale de Nogueiras, Vila Real

Estilo Manuelino


Janela Manuelina
Castelo Rodrigo, Figueira de Castelo Rodrigo

Monumento Nacional


Cruzeiro da Bemposta
Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Azeméis

Ascensor do Lavra
Arroios, Lisboa

Santa Maria


Século XII


Ponte de D. Zameiro
Macieira da Maia, Vila do Conde

Castelo de Alcanede
Alcanede, Santarém

Capela de Santo Abdão
Correlhã, Ponte de Lima

Torre Sineira

Órgão de Tubos

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Cruzeiros


Igreja e Hospital da Misericórdia

Imóvel de Interesse Público

Lavadouros


Chafariz Real
Vendas Novas

Fonte da Bica e Lavadouro
Degracia Cimeira, Gavião

Fonte de Ouguela
Ouguela, Campo Maior

Fonte do Olival Santo e Lavadouros
Sancheira Grande, Óbidos

Fonte e Lavadouro
Macinhata do Vouga, Águeda

Nossa Senhora da Conceição

Pontes Medievais


Ponte Centenária
Arcos de Valdevez

Ponte Medieval
Gafanha da Nazaré, Ílhavo

Ponte Medieval
Cabreiro, Arcos de Valdevez

São Paulo

Século XVI

Século XVIII