A Igreja Matriz de Salvaterra de Magos, Igreja Paroquial de Salvaterra de Magos ou Igreja de São Paulo, edificada em 1296, é dedicada a este santo. Está interiormente decorada com telas do século XVI e do século XVIII.

Portal da Igreja

Igreja Matriz de S. Paulo
Igreja Matriz de S. Paulo

A frontaria da Igreja de S. Paulo é composta por três panos, tendo no central o portal em verga reta com um tímpano triangular ladeado por pilastras.

O portal é antecedido por três degraus. Acima do portal há duas janelas retangulares, também com tímpano triangular. Nos panos laterais, idênticos, vemos duas janelas em cada, idênticas à do pano central, mas mais pequenas. Os três panos são separados por pilastras e ladeados também por pilastras nos cunhais.

Uma arquitrave sobrepõe-se aos três panos, encimada por um óculo no tímpano do pano central e uma cruz sobre o conjunto. Os laterais são sobrepostos por estruturas piramidais de grandes dimensões e pináculos nos cantos.

O óculo e as janelas maiores retangulares iluminam o coro alto e a igreja.

Torre Sineira

Torre da Igreja Matriz
Torre da Igreja

Torre da Igreja Matriz
Torre da Igreja

Ao contrário do habitual, a torre sineira encontra-se nas traseiras da igreja. É uma torre quadrada sobreposta por pináculos e uma estrutura piramidal no centro.

A igreja foi quase destruída nos terramotos de 1755 e 1909, ficando a torre sineira danificada e não havendo possibilidade de se tocar o sino. Assim, essa função passou a ser executada por um soldado usando o sino no edifício da Câmara Municipal.

Capela-mor e altar-mor

Igreja Matriz - Altar-mor
Altar-mor
Igreja Matriz - Capela-mor
Capela-mor

Destaca-se a capela-mor com o altar-mor em talha dourada e uma tela do século XVI. A capela-mor é ladeada por quatro altares, dois de cada lado.

Igreja Matriz - Nave
Nave da igreja
Igreja Matriz - Os altares
Altar lateral esquerdo
Igreja Matriz - Os altares
Capela lateral direita

Decoração Interior

Igreja Matriz - Lateral esquerda e púlpito
Lateral esquerda e púlpito
Igreja Matriz - Lateral direita
Lateral direita
Igreja Matriz - teto
Teto da nave

O interior é coberto até um terço da altura por azulejos. No lado esquerdo da igreja vemos ainda o púlpito.

A falsa abóboda do teto, em madeira, está decorada com uma pintura representando S. Paulo a ser elevado aos céus guardado por anjos.

Na sacristia, também decorada com azulejos, nota-se num dos painéis uma cartela com a data de 1725. Outros painéis de azulejos, encomendados por volta do século XVII, mostram cenas de caça, de guerra e mitológicas, além das cenas religiosas.

Coro e Órgão

Igreja Matriz - coro
Nave - Coro
Igreja Matriz - coro e órgão
Coro e Órgão de Tubos

O órgão de tubos da igreja, no coro alto, foi construído em 1825 por António Xavier Machado e Cerveira e restaurado pela Oficina e Escola de Organaria em 2000.

Localização

Coordenadas GPS: N 39 01.725' W 008 47.513'  (39.02875, -8.79188)

Referências

Temas / Tags

Salvaterra de Magos, publicado em por

 


Os Mais Próximos

Capela do Paço Real
Capela do Paço Real de Salvaterra de Magos
Salvaterra de Magos
(118 m SE)
Celeiro da Vala Real
Celeiro da Vala Real
Salvaterra de Magos
(317 m NW)
Fonte do Arneiro
Fonte do Arneiro
Salvaterra de Magos
(402 m W)
Ponte do Cais da Vala
Ponte do Cais da Vala
Salvaterra de Magos
(402 m N)

Igreja Matriz

Igreja Matriz de Nogueira
Igreja Matriz de Nogueira
Nogueira, Vila Nova de Cerveira
Mosteiro de São Martinho de Cucujães
Mosteiro de São Martinho de Cucujães
Vila de Cucujães, Oliveira de Azeméis

São Paulo

Século XIII

Torre Sineira


Órgão de Tubos

Os Mais Vistos

Lapa de Santa Margarida
Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal
Igreja de S. Simão
Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal
Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho
Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Castelos

Arco, Torre do Relógio, Arcada
Arco, Torre do Relógio, Arcada
São João da Pesqueira
Castelo de Castelo de Vide
Castelo
Castelo de Vide
Castelo Medieval
Castelo Medieval
Torres Novas

Estilo Barroco

Estilo Rococó


Imóvel de Interesse Público

Século XII

Século XVI

Século XVII