Conjunto formado por dezasseis pilares, com uma data de 1811, foram edificados para sustentar vários ancoradouros que permitiam a ligação entre as duas margens através de barcos.

Origem

Mourões
Mourões
Mourões
Mourões

Com um nome um tanto pomposo, é o significado de uma ideia mais comum como o conjunto de pilares que liga a alguma coisa. A existência destes deve-se ao fato da cidade de Abrantes se situar nas margens do Rio Tejo e este possibilitar o transporte de pessoas e mercadorias, obrigando a vencer os desníveis e assim fazer a ligação por meio de cais, pontões e pontes lançadas.

Conjunto formado por dezasseis pilares, é um pouco contestado por várias versões de qual a sua origem, dando-lhe um passado romano ou mesmo medieval. Surgiu mais tarde uma versão cientificamente definida como sendo oitocentista.

Com uma data de 1811, foram edificados para sustentar vários ancoradouros que permitiam a ligação entre as duas margens através de barcos. Assim estavam referenciados nos documentos da época, adotados pela Câmara Municipal em 1843, aquando da visita dos Reis D. Maria II e D. Fernando a esta cidade.

Descrição

Mourões
Mourões
Mourões
Mourões e o Rio Tejo

Os pilares são caixas retangulares em talude e talhadas em ângulo de faces menores, orientadas para o rio de forma a servirem como quebra-mar.

As faces maiores são escavadas em profundidade, lado a lado, seguindo uma linha em H. Vão crescendo até uma altura de cinco metros, atingindo uma altura nivelada para poder sustentar a rampa e plataforma.

Classificação

Devido à raridade e persistência, este conjunto foi classificado como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Outrora a ligar as duas margens do rio Tejo, estes pilares situam-se na margem esquerda do rio no extremo norte de Rossio ao Sul do Tejo.

Coordenadas GPS: N 39 26.970' W 008 11.496'  (39.44950, -8.19160)

Temas / Tags

Rossio ao Sul do Tejo, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Convento de São Domingos
Abrantes
(1 km NW)

Quiosque
Abrantes
(1 km NW)

Praça da República
Abrantes
(1 km N)

Imóvel de Interesse Público


Estação da Mala-Posta do Curval
Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Azeméis

Igreja e Torre de Vila Nova de Muía
Vila Nova de Muía, Ponte da Barca

Século XIX

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros


Igreja e Hospital da Misericórdia

Miradouros


Achada do Teixeira
São Jorge, Santana

Albufeira da Caniçada
Rio Caldo, Terras de Bouro

Alto do Senhor da Boa Morte
Vila Franca de Xira

Arco Triunfal da Rua Augusta
Santa Maria Maior, Lisboa

Museus e Galerias de Exposição

São Bento

São Sebastião


Capela de Nossa Senhora da Saúde
Santa Maria Maior, Lisboa

Capela de S. Sebastião
São Julião de Palácios e Deilão, Bragança

Capela de S. Sebastião
Rabal, Bragança

Século XV

Século XVI

Século XVII

Século XVIII