Esta igreja teve duas fases de construção. A primitiva foi fundada em 1300 em memória da celebração de paz entre D. Dinis e o Infante D. Afonso.

História

Igreja de S. João Batista
Fachada frontal
Igreja de S. João Batista
Fachada posterior

A Igreja de São João Baptista teve dois momentos de construção. A primitiva igreja teve a sua edificação no ano de 1300, fundada pela Rainha Santa Isabel no ato memorável da celebração de paz, cujos intervenientes foram o seu marido D. Dinis e o filho de ambos D. Afonso.

Este templo religioso foi tornado sede da paróquia, decorria o ano de 1326.

O segundo momento desta surge em 1588, durante o reinado de Filipe I que mandou erguer de raiz o mesmo templo, uma vez que o anterior se encontrava em ruínas, sendo atribuída as expensas aos moradores e às confrarias da igreja. Esta construção arrastou-se desde 1589, ano em que começaram a edificação, até 1633, sofrendo mais tarde uma nova campanha de obras entre 1660 a 1674.

Foi incluída nestas obras a edificação dos retábulos das capelas das naves. O coro teve a sua conclusão em 1680, contudo neste ano as torres da fachada ainda estavam inacabadas.

Fachada Principal

Com uma mistura de planta entre uma nave retangular e uma capela-mor quadrada, a fachada principal está delimitada por cunhais de pilastras dividindo esta em três registos.

No pano central o rasgo do pórtico é em verga reta, ladeado por duas colunas, onde assenta o frontão triangular, rematadas por dois pináculos. Os panos laterais são formados por duas janelas de molduras retas.

Um friso separa este do segundo registo, com rasgos de três janelas com molduras retas, das quais as duas centrais são encimadas por um frontão curvo. Entre estas existe um nicho encimada por um frontão triangular.

No pano da direita, a terceira janela é em moldura reta com frontão triangular, tendo ainda à esquerda um rasgo do arco em volta perfeita para a sineira. No último registo foi colocada uma outra sineira.

Classificação

Esta igreja está classificada como Monumento Nacional desde 1948.

Localização

A Igreja de S. João Baptista situa-se no centro da cidade de Abrantes, no Largo de São João, a 100 metros a nordeste do Jardim da República.

Coordenadas GPS: N 39 27.721' W 008 11.809'  (39.46202, -8.19682)

Temas / Tags

Abrantes, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Praça da República
Abrantes
(83 m SW)

Praça Raimundo Soares
Abrantes
(121 m NW)

Casa da Câmara Municipal
Abrantes
(125 m NW)

Casa Falcão
Abrantes
(133 m NW)

Monumento Nacional


Igreja de Soalhães
Soalhães, Marco de Canaveses

Praça do Comércio
Santa Maria Maior, Lisboa

Marco Miliário
Reigoso, Montalegre

São João Batista

Século XIV

Século XVI


Igreja da Misericórdia
Terena, Alandroal

Igreja Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja

Cruzeiro de Arroios
Arroios, Lisboa

Igreja Matriz de Aldeia das Dez
Aldeia das Dez, Oliveira do Hospital

Forte de São João Batista
Foz do Douro, Porto

Torre Sineira

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Escadaria


Capela da Senhora d’ Alegria
Riodades, São João da Pesqueira

Capela das Pereiras
Ponte de Lima

Capela de São Caetano
Longos Vales, Monção

Fontes


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Casa da Água
Cabo Espichel, Sesimbra

Chafariz D. João V
Alpedrinha, Fundão

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Igreja e Hospital da Misericórdia

Imóvel de Interesse Público

Memoriais


Campo da Ataca
São Torcato, Guimarães

Cruzeiro Memorial Histórico
Vermiosa, Figueira de Castelo Rodrigo

Rios


A ponte sobre o Tejo
Vila Velha de Ródão

Cais fluvial da Senhora da Ribeira
Seixo de Ansiães, Carrazeda de Ansiães

Capela de Santa Teresinha
Pomarão, Mértola

Rota do Românico


Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Castelo de Arnóia
Arnóia, Celorico de Basto

Século XVIII

 

 


..