Ponte de S. Miguel de Arcos é mais uma ponte romana de três arcos, que fazia parte do caminho principal entre o Porto e Galiza.

Origem da Ponte

Ponte Romana de Arcos, lado jusante
Ponte Romana de Arcos, lado montante
Vista lateral da ponte, lados
jusante (leste) e montante (oeste)

A Ponte de S. Miguel de Arcos é mais uma ponte romana de três arcos, que fazia parte do caminho principal entre o Porto e Galiza, a "Via Veteris". Atualmente é também utilizada no percurso "Caminhos de Santiago", fazendo a ligação a Santiago de Compostela, na Galiza.

Não há certeza quanto à sua origem, mas em 1136 já existia aqui uma povoação com o nome de Arcos. Possivelmente este nome era devido a já existir uma passagem do rio, em arcos, uma estrutura decerto suficientemente importante para atribuir o nome à localidade. Este facto e o tipo de ponte faz supor que é do período romano, embora não haja qualquer documento que o confirme.

Via Veteris e Caminhos de Santiago

Na Baixa Idade Média, período denominado entre os séculos XI e XV, esta ponte fazia parte do caminho que ligava o Porto a Galiza, em Espanha, a Via Veteris. Fazia também parte dos Caminhos de Santiago, fazendo a ligação a Santiago de Compostela. O caminho, depois de passar pelo Mosteiro da Junqueira, segue por Rates, na Póvoa de Varxim, e pela sua Igreja de S. Pedro

Esta estrada era a preferida sobre outras duas existentes, que passavam uma por Braga e outra pelo litoral, o caminho da Beira-Mar, dada a sua menor extensão. Além disso o caminho pelo litoral, por ser junto ao mar, era mais ventoso e obrigava a passar sobre a foz dos rios, o que aumentava a dificuldade.

Data da Construção

A ponte atual provavelmente não corresponde à original de 1136. Num dos silhares da ponte existe a inscrição de 1144, que também não deve corresponder à sua construção.

Possivelmente data do século XIII, embora ainda com influência românica, século este em que foram construídas muitas pontes.

Estrutura

A ponte é constituída por três arcos de volta perfeita, sendo o central bastante maior que os restantes, com os vãos construídos com aduelas compridas e estreitas. A restante estrutura da ponte é construída com silhares em posição horizontal. Alguns dos silhares, tanto do vão como do enchimento, apresentam sinais de degradação.

A ponte é reforçada, como habitual neste tipo de pontes, por talha-mares triangulares no lado montante e contrafortes retangulares no lado jusante, dois de cada lado a ladear o arco central.

Os talha-mares (talha-mar = Cortar o mar) do lado montante têm a função de cortar as águas do rio para que este não destrua a ponte em caso de corrente forte, enquanto os contrafortes do lado jusante têm a função de reforço da estrutura para suportar a força das águas.

O Tabuleiro

O tabuleiro é em cavalete de dupla rampa, também frequente neste tipo de pontes, inclinado do centro da ponte para as margens do rio. Esta forma permite que o seu peso seja suportado também pelas margens.

O tabuleiro é protegido lateralmente por guardas, também em granito. Este foi objeto de obras recentes para melhoramento do pavimento e das guardas.

Padrão e Alminhas

Em 1908 foi erguido junto do início da ponte, na margem sul, um padrão comemorativo dos Viscondes de Faria Machado e um pequeno nicho de alminhas.

Classificação

Esta ponte foi classificada desde 1982 como Imóvel de Interesse Público.

Localização

A Ponte de S. Miguel de Arcos situa-se na entrada de São Miguel de Arcos, vindo de Vila do Conde, na bifurcação entre a estrada N 306 e a rua António Bento Martins Júnior, à entrada desta última.

Coordenadas GPS: N 41 23.577' W 008 40.010'  (41.39295, -8.66683)

Referências

Arcos, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Os Mais Próximos


Igreja de São Cristovão
Rio Mau, Vila do Conde
(1 km NW)

Igreja de S. Pedro de Rates
São Pedro de Rates, Póvoa de Varzim
(3 km N)

Pelourinho de S. Pedro de Rates
São Pedro de Rates, Póvoa de Varzim
(4 km N)

Ponte de D. Zameiro
Macieira da Maia, Vila do Conde
(5 km S)

Imóvel de Interesse Público

Pontes Romanas


Ponte Romana de Pomares
Pomares, Arganil

Ponte Romana do Vau
Paço de Sousa, Penafiel

Ponte do Cunhedo
Souto de Lafões, Oliveira de Frades

São Miguel


Igreja de São Miguel Arcanjo
Cardosas, Arruda dos Vinhos

Igreja Matriz de São Miguel do Outeiro
São Miguel do Outeiro, Tondela

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Estilo Barroco

Fontes


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Chafariz D. João V
Alpedrinha, Fundão

Jardins e Parques Verdes

O Românico na Europa e em Portugal


Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Capela das Almas
Viana do Castelo

Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Palácios


Pontes Medievais


Ponte Centenária
Arcos de Valdevez

Ponte Medieval
Gafanha da Nazaré, Ílhavo

Santo António

São Francisco de Assis

Século XIII

Século XIX

Recentes