A Igreja de Paço de Sousa

Mosteiro de Paço de Sousa
Mosteiro de Paço de Sousa
Mosteiro de Paço de Sousa

Sendo a Igreja do Mosteiro também a Matriz de Paço de Sousa, é conhecida como Igreja do Salvador. A história deste mosteiro românico começa ainda antes da Nacionalidade, precisamente no século X, sendo fundado por Trutesendo Galindes e sua esposa Anímia, seguindo a Regra de São Bento. Serviu de refúgio ao abade Radulfo, aquando das invasões de Almançor pelo ano de 994.

Mosteiro de Paço de Sousa
Mosteiro de Paço de Sousa - Claustros
Mosteiro de Paço de Sousa - Claustros

Passado anos, o mosteiro foi desocupado na consequência de cair em degradação sendo por isso, no século XI, alvo de obras de manutenção. No século XIII as obras fizeram uma recuperação total, e nesta recuperação foi feita a ampliação da igreja anexa. As campanhas de conservação e de restauro foram empreendidas nos séculos XVIII e XX, depois de neste século a igreja ter sofrido um incêndio que devorou os tetos de madeira. Foi também nesta época remodelada a capela-mor e a fachada principal, bem como os claustros e os aposentos.

Igreja e Torre
Igreja - norte
Igreja - sul
Igreja - torre
Igreja - torre

Diversos estilos

Mosteiro Paço Sousa
Mosteiro Paço Sousa
Fotos da Igreja antes da última remodelação,
inseridas com a devida autorização da Rota do Românico

Dada as sucessivas obras que ocorreram, a igreja mostra elementos de diversas épocas. O portal do lado sul é mais recente do que o ocidental, enquanto os absidíolos da cabeceira românicos, semicirculares, são mais recentes, comunicando com a capela-mor retangular, de estilo moderno. Uma quarta fase de construção é evidente na cobertura do transepto e na torre sobre o cruzeiro.

Igreja - frisos

Sob a influência da construção visigótica e moçárabe, apresenta tanto no exterior como no interior longos frisos com motivos geométricos.

 
Igreja - interior
Igreja - interior
Igreja - interior
Igreja - interior
Igreja - interior
Imagens e estátuas no interior da igreja

Igreja e Mosteiro

Este conjunto integra o mosteiro e a igreja românica de três naves de dimensões apreciáveis, com destaque para a rosácea existente na fachada. Apresenta também uma planta beneditina cruciforme de três naves, com cobertura de madeira e arcos-diafragma.

Igreja - rosácea
Igreja - rosácea
Fachada ocidental e rosácea

O portal ocidental mostra cinco arquivoltas apoiadas em colunas alternadamente prismáticas e cilíndricas com capitéis de motivos vegetalistas e bases com desenhos geométricos.

Igreja - arquivoltas portal ocidental
Igreja - colunas portal ocidental
Portal ocidental - Arquivoltas e colunas

No seu interior está um verdadeiro ex-libris, com a presença de um dos mais notáveis túmulos românicos que existem em Portugal, o túmulo de Egas Moniz, tutor de D. Afonso Henriques. Este situou-se no lado do Evangelho e os seus filhos no lado da Epístola. Em 1929 estes túmulos foram reconstruídos, sendo então modificados para um acaixa tumular dupla e posicionados junto da entrada principal.

Igreja - túmulo Egas Moniz
Igreja - túmulo Egas Moniz
Túmulo de Egas Moniz
 
Altar morÓrgão de tubos
Altar-mor e Órgão de tubos

Rota do Românico

Em 1998 o mosteiro foi integrado na Rota do Românico do Vale do Sousa, sendo aberto em 2010 o Centro de Informação, que se situa na torre anexa. Em 2017 decorrem obras de restauro e conservação.

Este mosteiro integra a Rota do Românico, sendo o número 18 do Percurso do Vale de Sousa. Está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

(Primeiras 6 fotos de Pedro Castro, fotos antigas da Rota do Românico e fotos restantes de Fernando Dias)
Coordenadas GPS: N 41 09.955' W 008 20.681'  (41.16592, -8.34468)

Temas / Tags

Paço de Sousa, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Ponte Romana do Vau
Paço de Sousa, Penafiel
(60 m W)

Cruzeiro de Paço de Sousa
Paço de Sousa, Penafiel
(97 m NW)

Ermida de Nossa Senhora do Vale
Cete, Paredes
(1 km N)

Memorial da Ermida
Irivo, Penafiel
(1 km E)

Mosteiro de São Pedro de Cete
Cete, Paredes
(2 km NW)

Conventos e Mosteiros

Igreja Matriz


Igreja Matriz de Travassos do Rio
Travassos do Rio, Montalegre

Igreja de Santo André
Esgueira, Aveiro

Igreja de Santa Isabel
Campo de Ourique, Lisboa

Monumento Nacional

O Românico na Europa e em Portugal


Percurso do Vale do Sousa


Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro
Pombeiro de Ribavizela, Felgueiras

Memorial da Ermida
Irivo, Penafiel

Ponte de Espindo
Meinedo, Lousada

Igreja de São Vicente de Sousa
Torrados e Sousa, Felgueiras

Rota do Românico


Memorial de Alpendorada
Vila de Alpendorada, Marco de Canaveses

Igreja do Salvador de Unhão
Unhão e Lordelo, Felgueiras

Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro
Pombeiro de Ribavizela, Felgueiras

Ponte da Veiga
Torno, Lousada

Castelo de Arnóia
Arnóia, Celorico de Basto

Senhor Jesus

Século X


Igreja de Soalhães
Soalhães, Marco de Canaveses

Mosteiro de Leça do Balio
Leça do Balio, Matosinhos

Mosteiro de Pedroso
Pedroso, Vila Nova de Gaia

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Nossa Senhora da Anunciação

Nossa Senhora da Assunção

Percurso do Vale do Douro


Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Igreja Matriz de São Martinho de Mouros
São Martinho de Mouros, Resende

Igreja de Santa Maria Maior
Tarouquela, Cinfães

Santa Rita de Cássia

São Domingos de Gusmão


São Pedro

Século XVI

Século XVII

Século XVIII

Torre de Menagem ou de Vigia