Igreja - fachada oeste
Igreja - friso oeste
Fachada oeste e inscrição

A Igreja de Abragão é referida num documento de 1105, na doação por Paio Peres Romeu da quarta parte da igreja de "Sancto Petro de Auregam" ao Mosteiro de Paço de Sousa.

No entanto a reedificação da igreja foi devida, segundo a tradição, a D. Mafalda, filha do rei D. Sancho I, no século XIII.

Igreja - capela-mor e friso
Friso exterior da capela-mor

Conserva unicamente a cabeceira e o arco cruzeiro da construção original, um bom exemplo da arquitetura românica da região, mostrando desse estilo, no exterior, um friso de motivos geométricos.

 
Igreja - fachada sul
Igreja - fachada sul
Igreja - fachada sul
Fachada este e sul

A fachada principal, bem como a nave, são resultantes da reconstrução da segunda metade do século XVII, nomeadamente do ano de 1668, sob o estilo maneirista, enquanto no interior se encontram elementos de estilo barroco nos retábulos do altar-mor e dos altares laterais e em outras paredes.

A igreja é uma construção de planta longitudinal com nave a capela-mor retangular coberta por uma abóbada de arco quebrado onde está um retábulo barroco. A capela-mor mostra decoração vegetalista, sendo o arco triunfal encimado por uma rosácea em forma de estrela de cinco pontas.

Igreja - fachada norte
Igreja - fachada norte
Igreja - fachada norte
Fachada norte
 
Igreja - torre

Em obras que ocorreram no Centro Cívico de Abragão foram descobertos elementos que pertenciam à primeira fase da igreja e nas paredes do edifício existem várias peças que também lhe pertenciam, nomeadamente da nave. Ali se encontraram capitéis, bases, aduelas e fustes, todos pertencentes a um portal, possivelmente o portal principal da igreja. A dimensão da rosácea, bem como outros elementos, fazem supor que a igreja original tinha uma dimensão bastante maior que a atual.

Em 1820 é acrescentada a torre sineira e em 1845 a igreja foi de novo restaurada por já ameaçar ruína.

 
Igreja S. Pedro Abragão
Igreja S. Pedro Abragão
Foto antiga e foto de interior inserida com a
devida autorização da Rota do Românico

Em 1998 a igreja foi integrada na Rota do Românico do Vale do Sousa. Posteriormente foi mudada para o percurso do Vale do Tâmega. Em 2004 / 2005 teve trabalhos de conservação e melhoramentos, pela Rota do Românico, bem como o arranjo urbanístico do espaço envolvente.

A Igreja de São Pedro de Abragão faz parte da Rota do Românico, sendo o número 20 no Percurso do Vale do Tâmega.

A igreja foi classificada como Monumento Nacional em 1977.

Coordenadas GPS: N 41 09.435' W 008 13.351'  (41.15725, -8.22252)

Temas / Tags

Abragão, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Gravuras Rupestres de Lomar
Luzim, Penafiel
(2 km SW)

Menir de Luzim
Luzim, Penafiel
(2 km SW)

Mosteiro de Vila Boa do Bispo
Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses
(3 km S)

Igreja Românica de São Gens
Boelhe, Penafiel
(3 km SW)

Parque Urbano Padre Serra
Boelhe, Penafiel
(3 km SW)

Estilo Barroco

Estilo Maneirista


Igreja Matriz de São Luís
Pias, Ferreira do Zêzere

Igreja da Misericórdia
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova

Igreja do Salvador
Torres Novas

Monumento Nacional

O Românico na Europa e em Portugal


Igreja de São Mamede de Vila Verde
Vila Verde e Santão, Felgueiras

Igreja do Salvador de Fervença
Fervença, Celorico de Basto

Castelo de Arnóia
Arnóia, Celorico de Basto

Percurso do Vale do Tâmega


Igreja do Salvador
Lufrei, Amarante

Igreja do Salvador
Freixo de Baixo, Amarante

Igreja do Salvador de Fervença
Fervença, Celorico de Basto

Igreja Matriz de Jazente
Jazente, Amarante

Igreja de Soalhães
Soalhães, Marco de Canaveses

Rota do Românico


Ponte da Veiga
Torno, Lousada

Ponte de Esmoriz
Ancede, Baião

Marmoiral do Sobrado
Castelo de Paiva

Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro
Pombeiro de Ribavizela, Felgueiras

São Pedro

Século XII


Mosteiro de Santa Maria de Refóios do Lima
Refoios do Lima, Ponte de Lima

Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro
Pombeiro de Ribavizela, Felgueiras

Basílica dos Mártires
Santa Maria Maior, Lisboa

Capela de Santo Abdão
Correlhã, Ponte de Lima

Século XIII


Torre Sineira


Mosteiro de Vilar de Frades
Areias de Vilar, Barcelos

Igreja Matriz de Glória do Ribatejo
Glória do Ribatejo, Salvaterra de Magos

Igreja Paroquial de São Pedro
Vale de Nogueiras, Vila Real

Capela de São Caetano
Longos Vales, Monção

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Castelos


Arco, Torre do Relógio, Arcada
São João da Pesqueira

Castelo
Castelo de Vide

Castelo Medieval
Torres Novas

Ermida ou capela isolada

Estilo Gótico


Fortes e fortalezas

Imóvel de Interesse Público

Nossa Senhora do Repouso

Ruínas Romanas


Balneário Termal Romano
Longroiva, Mêda

Cidade Romana Ammaia
São Salvador da Aramenha, Marvão

Cidade Romana de Tongóbriga
Freixo, Marco de Canaveses

Século XVI


Século XVIII