Igreja - fachada oeste
Igreja - friso oeste
Fachada oeste e inscrição

A Igreja de Abragão é referida num documento de 1105, na doação por Paio Peres Romeu da quarta parte da igreja de "Sancto Petro de Auregam" ao Mosteiro de Paço de Sousa.

No entanto a reedificação da igreja foi devida, segundo a tradição, a D. Mafalda, filha do rei D. Sancho I, no século XIII.

Igreja - capela-mor e friso
Friso exterior da capela-mor

Conserva unicamente a cabeceira e o arco cruzeiro da construção original, um bom exemplo da arquitetura românica da região, mostrando desse estilo, no exterior, um friso de motivos geométricos.

 
Igreja - fachada sul
Igreja - fachada sul
Igreja - fachada sul
Fachada este e sul

A fachada principal, bem como a nave, são resultantes da reconstrução da segunda metade do século XVII, nomeadamente do ano de 1668, sob o estilo maneirista, enquanto no interior se encontram elementos de estilo barroco nos retábulos do altar-mor e dos altares laterais e em outras paredes.

A igreja é uma construção de planta longitudinal com nave a capela-mor retangular coberta por uma abóbada de arco quebrado onde está um retábulo barroco. A capela-mor mostra decoração vegetalista, sendo o arco triunfal encimado por uma rosácea em forma de estrela de cinco pontas.

Igreja - fachada norte
Igreja - fachada norte
Igreja - fachada norte
Fachada norte
 
Igreja - torre

Em obras que ocorreram no Centro Cívico de Abragão foram descobertos elementos que pertenciam à primeira fase da igreja e nas paredes do edifício existem várias peças que também lhe pertenciam, nomeadamente da nave. Ali se encontraram capitéis, bases, aduelas e fustes, todos pertencentes a um portal, possivelmente o portal principal da igreja. A dimensão da rosácea, bem como outros elementos, fazem supor que a igreja original tinha uma dimensão bastante maior que a atual.

Em 1820 é acrescentada a torre sineira e em 1845 a igreja foi de novo restaurada por já ameaçar ruína.

 
Igreja S. Pedro Abragão
Igreja S. Pedro Abragão
Foto antiga e foto de interior inserida com a
devida autorização da Rota do Românico

Em 1998 a igreja foi integrada na Rota do Românico do Vale do Sousa. Posteriormente foi mudada para o percurso do Vale do Tâmega. Em 2004 / 2005 teve trabalhos de conservação e melhoramentos, pela Rota do Românico, bem como o arranjo urbanístico do espaço envolvente.

A Igreja de São Pedro de Abragão faz parte da Rota do Românico, sendo o número 20 no Percurso do Vale do Tâmega.

A igreja foi classificada como Monumento Nacional em 1977.

Coordenadas GPS: N 41 09.435' W 008 13.351'  (41.15725, -8.22252)

Temas / Tags

Abragão, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Gravuras Rupestres de Lomar
Luzim, Penafiel
(2 km SW)

Menir de Luzim
Luzim, Penafiel
(2 km SW)

Mosteiro de Vila Boa do Bispo
Vila Boa do Bispo, Marco de Canaveses
(3 km S)

Igreja Românica de São Gens
Boelhe, Penafiel
(3 km SW)

Parque Urbano Padre Serra
Boelhe, Penafiel
(3 km SW)

Estilo Barroco

Estilo Maneirista

Monumento Nacional


Dolmen das Carniçosas
Alhadas, Figueira da Foz

Igreja de S. Pedro de Rates
São Pedro de Rates, Póvoa de Varzim

Geira
Campo do Gerês, Terras de Bouro

O Românico na Europa e em Portugal


Percurso do Vale do Tâmega


Igreja Matriz de Jazente
Jazente, Amarante

Igreja de Vila Boa de Quires
Vila Boa de Quires, Marco de Canaveses

Igreja do Salvador de Fervença
Fervença, Celorico de Basto

Mosteiro de São Salvador
Travanca, Amarante

Rota do Românico


Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Ponte de Espindo
Meinedo, Lousada

São Pedro

Século XII


Moinho Manuelino
Pernes, Santarém

Castelo de Penha Garcia
Penha Garcia, Idanha-a-Nova

Ponte de D. Zameiro
Macieira da Maia, Vila do Conde

Igreja do Salvador de Unhão
Unhão e Lordelo, Felgueiras

Basílica dos Mártires
Santa Maria Maior, Lisboa

Século XIII


Torre Sineira


Igreja Românica de São Vicente da Chã
São Vicente da Chã, Montalegre

Igreja Matriz de Piodão
Piódão, Arganil

Igreja de Santa Eulália de Pensalvos
Pensalvos, Vila Pouca de Aguiar

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros

Fontes


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Casa da Água
Cabo Espichel, Sesimbra

Chafariz D. João V
Alpedrinha, Fundão

Fortes e fortalezas


Imóvel de Interesse Público

Outras Devoções a Nossa Senhora


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Capela Nossa Senhora do Viso
Vale de Sancha, Mirandela

Capela da Senhora da Cabeça
Pereiros, São João da Pesqueira

Capela da Senhora do Aumento
Souto Fiscal, Monção

Rios


A ponte sobre o Tejo
Vila Velha de Ródão

Cais fluvial da Senhora da Ribeira
Seixo de Ansiães, Carrazeda de Ansiães

Capela de Santa Teresinha
Pomarão, Mértola

Século XVI

Século XVII


Século XVIII