Também designada como Igreja Românica de Telões, não se sabe ao certo a data da sua construção. Crê-se no entanto ser do início do século XII.

História

Igreja de Santo André de Telões
Igreja de Santo André de Telões

Sabe-se que a sua inscrição relata-se aos finais do românico, ou seja, no século XIII, pouco depois de D. Afonso Henriques ter doado o Mosteiro de Telões aos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, em 1173.

Contudo, a história do templo é ainda mais recuada remontando as suas origens ao final do século IX e à implantação de um mosteiro dúplice presumivelmente vinculado à autoridade asturiana.

Crê-se que o atual templo seja resultado de duas fases distintas, baseado numa sucinta descrição. Uma, durante a primeira metade do século XII, e a segunda nos finais deste mesmo século, com a possibilidade de corresponder ao início do século XIII. No século XIV já era Igreja Paroquial.

Obras

Entretanto, ao longo dos tempos a igreja foi sucessivamente enriquecida, começando no final da Idade Média, com algumas paredes interiores a serem revestidas com painéis murais cujas composições seriam historiadas de que, na atualidade, restam apenas alguns fragmentos. Seguindo-se um outro período de obras, no barroco, já nos finais do século XVII, erguendo-se a galilé, que ocultou a frontaria, e no seu interior os retábulos de talha, sendo particularmente tardio o retábulo-mor, conotando com a transição para o neoclássico.

Igreja de Santo André de Telões Óculo da fachada principal
Portal oeste e óculo

Apesar de tudo ainda se mantêm sinais do românico tardio como a ausência de colunas no portal, as arquivoltas sem decoração e o tímpano liso tal como os cachorros da ábside e da nave e ainda o recorte flordelizado do óculo na fachada principal.

 
Igreja Santo André - sineira Igreja Santo André - fachada sul e galilé Igreja Santo André - galilé
 
Igreja Santo André - fachada sul Igreja Santo André - fachada leste Igreja Santo André - fachada norte
Sineira, exterior e galilé

As janelas são também mais recentes tal como o coro alto. A pintura mural na parede testeira da nave, que representa uma cena da Natividade, é do século XVI. Os altares são dos séculos XVII e XVIII, em conjunto com os retábulos. Na parede sul podemos apreciar um baixo relevo que representa a Última Ceia, obra do século XVIII.

Igreja de Santo André - nave Igreja de Santo André - altar-mor Igreja de Santo André - nave
(Fotos de interior inseridas com a devida autorização da Rota do Românico)

Classificação

Este templo está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1977.

Rota do Românico

Faz parte da Rota do Românico, sendo o número 53 do Percurso do Vale do Tâmega.

(Fotos em formato 4x3 de Pedro Castro, fotos de interior da Rota do Românico e fotos em formato 16x9 de Fernando Dias)

Localização

Coordenadas GPS: N 41 18.607' W 008 06.492'  (41.31012, -8.10820)

 

Temas / Tags

Telões, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Igreja do Salvador
Freixo de Baixo, Amarante
(2 km SW)

Solar dos Magalhães
Amarante
(5 km SE)

Igreja da Misericórdia
Amarante
(5 km SE)

Hospital da Misericórdia
Amarante
(5 km SE)

Antiga Cadeia de Amarante
Amarante
(5 km SE)

Igreja Matriz

Imóvel de Interesse Público


Igreja de São Martinho de Friastelas
Friastelas, Ponte de Lima

Pelourinho de Lanheses
Lanheses, Viana do Castelo

Capela de Santa Marta
Melo e Nabais, Gouveia

Mourões
Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes

O Românico na Europa e em Portugal


Igreja de Santa Eulália do Mosteiro de Arnoso
Arnoso, Vila Nova de Famalicão

Pelourinho de Azinhoso
Azinhoso, Mogadouro

Paço da Dona Loba
Padronelo, Amarante

Igreja Paroquial de Santa Marinha de Oriz
Oriz (Santa Marinha), Vila Verde

Percurso do Vale do Tâmega


Igreja de Mancelos
Mancelos, Amarante

Ponte Românica do Arco
Folhada, Marco de Canaveses

Igreja de S. Nicolau
São Nicolau, Marco de Canaveses

Igreja de Tabuado
Tabuado, Marco de Canaveses

Rota do Românico


Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Ponte Românica do Arco
Folhada, Marco de Canaveses

Igreja de São Pedro de Ferreira
Ferreira, Paços de Ferreira

Igreja de São Vicente de Sousa
Torrados e Sousa, Felgueiras

Igreja do Salvador
Lufrei, Amarante

Santo André

Século XII


Igreja de Serrazes
Serrazes, São Pedro do Sul

Pelourinho de Moure
Moure, Vila Verde

Capela de Santo Abdão
Correlhã, Ponte de Lima

Igreja Paroquial de Santa Maria
Geraz do Lima, Viana do Castelo

Torre Sineira


Igreja de São Cristóvão
Macinhata do Vouga, Águeda

Santuário de Nossa Senhora das Preces
Aldeia das Dez, Oliveira do Hospital

Igreja de São Bartolomeu de Galegos
São Bartolomeu dos Galegos, Lourinhã

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Castros


Antigo castro
Lagarelhos, Chaves

Castelo Velho
Freixo de Numão, Vila Nova de Foz Côa

Castelo de Mós
Mós, Torre de Moncorvo

Castro das Eiras
Pousada de Saramagos, Vila Nova de Famalicão

Monumento Nacional


Anta da Agualva
Agualva-Cacém, Sintra

Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta de Santa Marta
Santa Marta, Penafiel

Museus e Galerias de Exposição

Nossa Senhora da Conceição

Pelourinhos


Pelourinho
Castelo Bom, Almeida

Pelourinho
Castelo Mendo, Almeida

Pelourinho da Aldeia Galega
Aldeia Galega da Merceana, Alenquer

Portas da Cidade ou do Castelo

Século XVI

Século XVII

Século XVIII