Igreja de Nossa Senhora da Graça
Fachada frontal

A Igreja de Nossa Senhora da Graça, Igreja Matriz ou Paroquial de Abrigada, está situada fora da povoação, a cerca de 500 metros do seu limite. Datando de 1220, quando foi mandada edificar por D. Afonso II, ruiu pelo terramoto de 1755, sendo depois reconstruida.

Segundo a descrição do pároco em 1758,

"A Parochia esta fora de todos os lugares em hum campo dezerto com distancia quazi a mesma de huñs e outros lugares, o seu orago he Nossa Senhora da Graça. Tem sinco altares: o altar-mor q hê da mesma Senhora da Graça e tem a ditta Capella mor Padroeiro particular q. foi hum João de Barros Machado, cujos herdeiros assistem hoje na Cidade de Bahia em rezão de lha largar o Prior, e Beneficiados da Colegiada de S. Pedro de quem he anexa, com a obrigação do ditto Padroeiro a paramentar, e reparar tão bem, ou melhor do que elles Prior, e Beneficiados fazião, e lha pedio p.a seu jazido. Tem mais dois altares da parte direita, hum de Santo Antonio e outro das almas; e outros dois da parte esquerda hum de Nossa Senhora da Piedade, e outro de nossa Senhora do Rosario. O Parocho da freguesia he Vigario Collado. Tem de renda hum moyo de trigo; sessenta almudes de vinho, e hú cantaro de azeite que se lhe dá dos dizimos da Colegiada de S. Pedro da Villa de Alenquer de quem hé anexa, e a apresentação delle pertence ao Prior da ditta Colegiada."

Em 1910 foi encerrada, assistindo-se à sua degradação e tendo ruído o telhado e paredes. De novo foi reconstruída em 1952.

É um templo de uma só nave com as paredes revestidas de azulejos onde podemos admirar os seus três altares em talha dourada. No maior está a imagem de Nossa Senhora da Ameixoeira, uma escultura do século XV/XVI em pedra policromada e com cabeleira natural, e um Cristo crucificado do século XVIII, em madeira, na sacristia.

Com uma fachada em três volumes, o central é interrompido pela porta em verga reta encimada por um friso triangular e uma cruz e ainda um óculo circular. Este volume termina com um friso triangular e uma cruz. Os volumes laterais são compostos por outras tantas torres sineiras quadradas encimadas por uma varanda terminada em pináculos nos cantos, e pequenas janelas retangulares abaixo dos sinos.

No exterior da igreja, em frente da porta, está um cruzeiro do século XIX sobre uma base quadrada com quatro degraus, sem qualquer motivo decorativo.

Coordenadas GPS: N 39 08.193' W 009 01.196'  (39.13655, -9.01993)

Temas / Tags

Abrigada, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Miradouro do Cabeço do Pardal
Ota, Alenquer
(4 km SE)

Moinho de Paúla
Cabanas de Torres, Alenquer
(4 km W)

Cruzeiro de Ota
Ota, Alenquer
(4 km SE)

Antiga fábrica de tijolos
Ventosa, Alenquer
(4 km SW)

Capela de Nossa Senhora do Ó de Paúla
Cabanas de Torres, Alenquer
(4 km W)

Igreja Matriz


Igreja de Santa Eulália
Rio Covo (Santa Eulália), Barcelos

Igreja Matriz de Rosmaninhal
Rosmaninhal, Idanha-a-Nova

Igreja Matriz de Bragado
Bragado, Vila Pouca de Aguiar

Igreja Matriz de Almofala
Almofala, Figueira de Castelo Rodrigo

Nossa Senhora da Graça

Pelourinhos, Cruzeiros e Obeliscos


Pelourinho
Ranhados, Mêda

Século XIII


Igreja Matriz de Castelo Rodrigo
Castelo Rodrigo, Figueira de Castelo Rodrigo

Igreja do Salvador
Torres Novas

Pelourinho de Nozelos
Nozelos, Macedo de Cavaleiros

Ponte Romana de Sequeiros
Vale Longo, Sabugal

Século XIX

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros

Ermida ou capela isolada

Escolas e Universidades


Estilo Barroco

Miradouros


Achada do Teixeira
São Jorge, Santana

Albufeira da Caniçada
Rio Caldo, Terras de Bouro

Alto do Senhor da Boa Morte
Povos, Vila Franca de Xira

Arco Triunfal da Rua Augusta
Santa Maria Maior, Lisboa

Palácios

Santo António

Século XIV


Século XVI

Século XVII