Porto de Mós, um concelho marcado pela antiguidade em que o seu estatuto é definido e reconhecido com o primeiro foral atribuído pelo rei D. Dinis, em 1305, e que mais tarde viria a ser reconhecido com o novo foral em 1515, pelo rei D. Manuel.

História

Pelourinho de Porto de Mós
Pelourinho de Porto de Mós

Este duplo reconhecimento, em especial o segundo, é motivo para a existência de um pelourinho na localidade. Contudo, e numa primeira ideia, este pelourinho não passou de uma visão, ou então passou despercebido dos seus habitantes, dado que a existência deste mesmo monumento consta só no livro dos acordos da Câmara, datado de 1863, quando era referido a "um largo do Pelourinho".

Pelourinho de Porto de Mós
Capitel
Pelourinho de Porto de Mós
Cruz

Sem haver uma consistência relativa quanto à sua edificação, crê-se que durante algum tempo a ideia da existência surgiu quando apareceram fragmentos conservados na Igreja de São Pedro. Esta ideia mais tarde viria a cair por terra quando estes fragmentos foram identificados como pertencentes a um cruzeiro que tinha existido no adro deste templo.

Por mais estranho que pareça, a classificação existente do Pelourinho que talvez nunca tenha existido é, na verdade, atribuída a esse cruzeiro ao qual os fragmentos pertencem, e que foi reconstruído em 1985 pela Câmara Municipal.

Assim a história de Porto de Mós continua a ser marcada pela classificação de um monumento não existente, com representação de um outro.

Edificado no Rossio, em frente à Igreja de São Pedro, o cruzeiro ergue-se sobre um soco de quatro degraus octogonais. Com uma base a acompanhar os degraus, surge o fuste onde assenta o capitel coríntio e em que o remate é feito por uma cruz latina.

Classificação

A classificação, sendo ao Pelourinho ou ao Cruzeiro, é de Imóvel de Interesse Público

Localização

Coordenadas GPS: N 39 35.961' W 008 49.191'  (39.59935, -8.81985)

Temas / Tags

Porto de Mós, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Rossio
Porto de Mós
(34 m N)

Igreja de São Pedro
Porto de Mós
(63 m N)

Ermida de Santo António
Porto de Mós
(204 m NE)

Igreja de São João Batista
Porto de Mós
(435 m NE)

Cruzeiros


Cruzeiro de Rua
Rua, Amarante

Cruzeiro de Santa Marta do Portuzelo
Santa Marta de Portuzelo, Viana do Castelo

Cruzeiro de Aguada de Cima
Aguada de Cima, Águeda

Imóvel de Interesse Público


Solar de Bertiandos
Bertiandos, Ponte de Lima

Igreja Matriz de Santa Valha
Santa Valha, Valpaços

Igreja de Santo André
Esgueira, Aveiro

Pelourinhos

Século XVI


Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Faróis


Farol da Barra
Gafanha da Nazaré, Ílhavo

Farol da Ponta do Pargo
Ponta do Pargo, Calheta (Concelho - Madeira)

Lavadouros


Chafariz Real
Vendas Novas

Fonte da Bica e Lavadouro
Degracia Cimeira, Gavião

Fonte de Ouguela
Ouguela, Campo Maior

Fonte do Olival Santo e Lavadouros
Sancheira Grande, Óbidos

Fonte e Lavadouro
Macinhata do Vouga, Águeda

O Românico na Europa e em Portugal


Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Capela das Almas
Viana do Castelo

Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Parque de Merendas


Capela de Nossa Senhora das Neves
Avelãs de Cima, Anadia

Capela de S. Sebastião
Rabal, Bragança

Capela de Santa Eulália
São Julião de Palácios e Deilão, Bragança

Século XIX

Século XV

Século XVII

Século XVIII

Torre Sineira


A nossa Igreja
Freches, Trancoso

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Antiga Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja

Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Torre do Relógio