Rio Guadiana
Rio Guadiana e Castelo

Nunca um rio português teve uma etimologia tão interessante como o Guadiana, acabando por ser os nossos vizinhos espanhóis a introduzirem o nome pelo qual é hoje conhecido.

De um interessante nome de Anas (dos patos), assim denominado pelos romanos, ao nome que os mouros juntaram, na ocupação deste território, de Uádi (com o significado em árabe de rio) ficando a ser conhecido por Uádi Ana, que declinou para português como Ouadiana e ficando mais tarde Odiana.

Só no século XVI, e por influência espanhola, foi introduzido o "Gua", por cognata de outros nomes árabes dados a cidades espanholas como Guadalquivir, Guadalajara ou Guadalete, e o rio com nascença em Espanha ficou de Guadiana.

Rio Guadiana
Rio Guadiana e
Alcoutim ao longe

É um rio que nasce na Espanha, a mil e setecentos metros de altitude, na província espanhola de Ciudad Real, mais concretamente nas lagoas de Ruidera, e que vai desaguar no Oceano Atlântico entre a cidade portuguesa de Vila Real de Santo António e a espanhola de Ayamonte. Apresenta-se como o quarto mais longo da Península Ibérica, com um curso total de 830 km e com uma bacia hidrográfica de 66.800 km quadrados que maioritariamente está situada em Espanha.

É já no território português que se constituiu o maior lago artificial da Europa com a barragem de Alqueva, e também permite a navegação deste a foz até sessenta e oito quilómetros, até à cidade de Mértola.

 
Zona da Ribeira
Zona da Ribeira
Alcoutim à beira-rio

Temas / Tags

Alcoutim, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Rios


Rio Lima
Ponte de Lima

Rio Pepim
Aveleda, Bragança

Ribeira de Alge
Maçãs de Dona Maria, Alvaiázere

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Cruzeiros


Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Capela de S. Silvestre e Cruzeiro
Carvalhal da Aroeira, Torres Novas

Capela de Santa Eulália
Vila Meã, Bragança

Capela de Santo António
Vila Nova de Foz Côa

Estilo Barroco

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Monumento Nacional


Anta da Agualva
Agualva-Cacém, Sintra

Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta de Santa Marta
Santa Marta, Penafiel

Outras Figuras

Pontes Medievais


Ponte Centenária
Arcos de Valdevez

Ponte Medieval
Gafanha da Nazaré, Ílhavo

Ponte Medieval
Cabreiro, Arcos de Valdevez

Rota do Românico


Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Castelo de Arnóia
Arnóia, Celorico de Basto

Século VIII


Sé Catedral de Idanha-a-Velha
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova

Século XVII

Século XVIII