Na parte histórica de Góis, no largo principal da vila, encontra-se um elemento fundamental de fornecimento de água à comunidade. De nome Pombal, esta Cisterna é do século XVI.

A Cisterna

Fontanário do Pombal
Cisterna do Pombal
Fontanario e cisterna

Na parte histórica de Góis, nomeadamente no largo principal desta mesma vila, com o nome de Francisco Inácio Dias Nogueira, encontra-se um dos dois elementos fundamentais de acumulação, transporte e fornecimento de água à comunidade.

De nome Pombal, sem qualquer designo histórico sobre este nome, sabe-se que esta Cisterna do Pombal é do século XVI.

O Exterior

Situada mesmo atrás do fontanário, apresenta uma forma quadrangular com a abertura em arco perfeito orientada para o fontanário.

Os Azulejos

O seu interior é constituído de uma verdadeira jóia hispano-árabe. Revestida de azulejos com tonalidades azuis, verdes e amarelas, com um motivo predominante do circulo entra as figuras geométricas, dando a intenção de imitar uma rosácea, precisamente no fundo.

Neste século e principalmente nesta região os azulejos eram provenientes de Sevilha, na altura grande produtor deste tipo de material.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 09.275' W 008 06.583'  (40.15458, -8.10972)
Góis, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Os Mais Próximos

Cisternas


Cisterna
Castelo Rodrigo, Figueira de Castelo Rodrigo

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Estilo Barroco

Estilo Rococó


Imóvel de Interesse Público

Pelourinhos


Pelourinho
Castelo Bom, Almeida

Pelourinho
Castelo Mendo, Almeida

Pelourinho
Terena, Alandroal

Pontes Romanas


Ponte Romana
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova

Ponte Romana
Vide, Seia

São Pedro

Século XIII


Século XVIII

Órgão de Tubos


Basílica da Estrela
Estrela, Lisboa

Igreja Matriz da Bemposta
Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Azeméis

Recentes