A capela está situada em frente ao mosteiro com o mesmo nome e, independentemente deste, este pequeno templo teve e mantém a sua fama ligada a uma lenda que remonta à época anterior à nacionalidade. Foi edificada em 850, justamente quando acabou a lenda.

Tudo começou quando os mouros cercaram a povoação de Montemor-o-Velho e o grande defensor, o Abade João do Mosteiro do Lorvão, com o apoio de poucos cristãos conseguiram expulsá-los até Seiça onde os derrotaram. Com esta vitória, e em ação de graças deste acontecimento, foi erigida uma capela em honra a Nossa Senhora de Seiça.

Capela de Nossa Senhora de Seiça
Capela de Nossa Senhora de Seiça

Desta mesma Capela nada resta porque ruiu em 1590, tendo sido erguida uma outra que permanece até agora, desde o ano de 1602.

A Capela de Nossa Senhora de Seiça apresenta uma planta octogonal com um alpendre também octogonal que contorna a capela. Este alpendre está sustentado por colunas dóricas, apoiadas num pequeno muro. O alçado está dividido em dois registos, sendo o primeiro rasgado pela porta principal e algumas janelas retangulares e no segundo abrem-se quatro janelas unidas por uma cimalha.

Tem no dia 15 de agosto o seu momento mais alto, realizando-se peregrinações e tornando-a por isso como Imóvel de Interesse Público.

Coordenadas GPS: N 40 02.683' W 008 47.143'  (40.04472, -8.78572)
Paião, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Recentes