Igreja do Convento de Santo António
Igreja do Convento de Santo António - lápide

O Rei D. João III, um frade António de Buarcos e um homem influente na região e Senhor de Tavarede, António Fernando de Quadros, foram os impulsionadores da edificação do Convento de Santo António em 1527. Face a outras casas conventuais da Ordem, esta veio também a sofrer duas campanhas de obras que lhe modificaram totalmente o original. A primeira logo a seguir à edificação, em 1536, começou por lhe modificar a feição original tornando-a claramente renascentista. A segunda deu-se em 1725, sendo esta a que acabou por alterar o edifício todo conferindo-lhe o aspeto que atualmente possui.

Com a extinção das ordens religiosas o convento separou-se da igreja ao começar a receber vários serviços, e com a igreja a servir de memória da sua função inicial.

Igreja do Convento de Santo António

A fachada desta está delimitada por pilastras e rematada por um frontão triangular com dois pináculos laterais. Apresenta uma galilé em arco abatido, muito comum nos modelos da Ordem, encimada por um nicho com a imagem de Santo António arrematado por um frontão em aletas interrompido. Este está ladeado por duas janelas retas, finalizando por um frontão triangular, situando ao centro uma janela oval em tímpano. O portal de acesso à igreja é em verga reta decorado com losangos da verga.

Ao lado da torre sineira ergue-se a Capela de São Francisco da Ordem Terceira, pertencente ao século XIX, seguindo uma linha neoclássica.

A igreja do Convento de Santo António está classificada como Imóvel de Interesse Público, desde o ano de 1978.

Coordenadas GPS: N 40 09.158' W 008 51.375'  (40.15263, -8.85625)
Figueira da Foz, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Recentes