Na Beira Baixa, no concelho de Idanha-a-Nova, Proença-a-Velha é uma "Povoação com História", como quase todas, aliás, neste interior raiano.

A paisagem, os monumentos, os costumes, as tradições e as gentes de Proença proporcionar-lhe-ão uma visita inesquecível

"Com uma vida que ronda seguramente os mil anos, Proença-a-Velha é uma das mais antigas povoações de Portugal. Temos notícia da sua existência desde os alvores da nacionalidade, quando o rei D. Afonso Henriques desenvolvia a sua política de recuperação e povoamento indispensáveis à identidade geográfica do seu reino. (...)

Foi precisamente no reinado de um outro Afonso, o 2º de Portugal, que D. Pedro Alvites, mestre dos Templários deu foral a Proença, em abril de 1218.

Pelourinho

Num crescimento inequívoco até ao séc. XVI, a vitalidade de Proença viria progressivamente a decair até que, em 1835, lhe foi retirado o estatuto de concelho. Mas a sua gente continuaria, no labor quotidiano, a escrever páginas da mesma história." (excerto da obra - "Proença-a-Velha - uma Povoação com História" da autoria da Profª Doutora Manuela Mendonça - Edições Colibri)

Este foral é considerado como um dos diplomas de maior importância para o estudo dos municípios portugueses nos primórdios do nosso país.

Em 1 de julho de 1510 D. Manuel I concedeu foral novo a Proença-a-Velha, naquela que terá sido a época do grande apogeu desta povoação.

Fonte da Goma

Fonte da Goma, localizada junto à Via Romana

 

A história de Proença é contudo bem mais antiga, estando certamente associada à da vetusta Egitania, a atual Idanha-a-Velha, da qual dista poucos quilómetros e à qual estava ligada por via romana, de que ainda permanecem alguns troços.

Dessa época, no I ou II séculos da nossa era, é uma ara encontrada em terrenos da atual Proença, dedicada ao deus local Revelanganitaecus.

Do castelo, que no tombo de 1505 é descrito como estando "cercado por um fosso e com duas cercas(...), com portal de pedraria forte e sobre ele as armas d'El-Rei e a cruz da Ordem (Cristo) esculpidos em pedra e tem boas portas fechadas", resta hoje a sua lembrança na toponímia local.

Nas imediações da povoação (cerca de 3 Km) existe ainda hoje o templo de Nossa Senhora da Granja. Tudo o que resta de uma granja dos templários que aqui construíram um mosteiro em homenagem a Santa Maria.

Livro

Segundo a tradição popular, o castelo terá sido arrasado aquando das Invasões Francesas, mantendo-se atualmente apenas as referências ao lugar, no Chão do Castelo, na Quelha do Castelo, na Rua do Castelo e na Rua Detrás do Castelo.

A esta ermida, que se diz ter tido grande nomeada no séc. XIV, continuam a acorrer romeiros, principalmente nas segundas-feiras da Páscoa e da Pascoela, datas da romaria local.

Muito ainda haverá para contar sobre Proença, para além do muito que já foi escrito pela ilustre historiadora Profª Doutora Manuela Mendonça, no livro "Proença-a-Velha uma Povoação com História" das Edições Colibri, editado em Dezembro de 2000, com o patrocínio da Proençal.

(Inserido sem indicação do autor)
Proença-a-Velha, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Imóvel de Interesse Público

Jardins e Parques Verdes

Pelourinhos


Pelourinho
Castelo Bom, Almeida

Pelourinho
Castelo Mendo, Almeida

Pelourinho
Terena, Alandroal

Percurso do Vale do Tâmega


Igreja Matriz de Jazente
Jazente, Amarante

Igreja de Mancelos
Mancelos, Amarante

Igreja de S. Nicolau
São Nicolau, Marco de Canaveses

Santo António

São Lourenço

São Miguel


Capela de São Miguel
Monsanto, Idanha-a-Nova

Capela de São Miguel
Avô, Oliveira do Hospital

Século XI


Castelo de Almoáda
Paderne, Albufeira

Castelo de Pena de Aguiar
Castelo, Vila Pouca de Aguiar

Século XIII

Recentes