Uma cidade como a de Braga, que merece o melhor, tem no elevador do Bom Jesus do Monte um dos seus ex-libris. Na altura da finalização era o único existente na Península Ibérica, e atualmente o único do género a funcionar numa escala mundial.

Construção

Ascensor do Bom Jesus
Entrada Inferior
Ascensor do Bom Jesus
Entrada Inferior
Ascensor do Bom Jesus
Entrada Superior

Uma cidade como a de Braga, que merece o melhor, tem no elevador do Bom Jesus do Monte um dos seus ex-libris. Na altura da finalização era o único existente na Península Ibérica, e atualmente o único do género a funcionar numa escala mundial.

A sua construção deve-se a um empresário bracarense do século XIX, de seu nome Manuel Joaquim Gomes. O projeto é da autoria de dois nomes consagrados da engenharia na altura, Nikolaus Riggenbach e Raul Mesnier. A finalização e consequentemente a inauguração deu-se no ano de 1882.

Entretanto com a expropriação em 1914 da Companhia de Carris e Elevador do Bom Jesus, a Autarquia passou a ser responsável pelos transportes públicos na cidade.

Descrição

Situado no Monte do Bom Jesus, o funicular acompanha paralelamente a escadaria do Santuário do Bom Jesus pelo monte acima. Tem uma inclinação de 42% e de mais de 100 metros de desnível, num percurso de 274 metros.

Ascensor do Bom Jesus
Cabine do elevador
Ascensor do Bom Jesus
Cabine do elevador
Ascensor do Bom Jesus
Cabine do elevador

Cada uma destas interessantes cabines, que faz o percurso num sobe ou desce durante três minutos, tem uma capacidade para quarenta pessoas mais o condutor/cobrador, sendo trinta e dois lugares sentados e os restantes em pé.

Funcionamento

Ascensor do Bom Jesus
Ascensor do Bom Jesus
Cabines em contrapeso
Ascensor do Bom Jesus
Ascensor do Bom Jesus
Carris e Cabo

O funicular é composto por duas cabines que se movem sobre carris e que estão ligadas entre si por um cabo de aço. Estas cabines sobem e descem, alternadamente e em simultâneo, em vias paralelas.

Ascensor do Bom Jesus
Ascensor do Bom Jesus
Processo do contrapeso da Água

As cabines têm um depósito de água que se enche no plano superior e esvazia no inferior. A quantidade de água é em função dos passageiros existentes.

No momento da partida o condutor da cabine inferior informa o da superior por um sinal sonoro a quantidade de passageiros nessa cabine. Então, o condutor da cabine superior vai encher o depósito com uma quantidade de água de acordo com o sinal que recebeu do inferior e de acordo com o número de passageiros nessa cabine.

O peso da água em conjunto com o peso dos passageiros faz então descer esta cabine e subir a oposta. Cada cabine tem ainda um travão para fazer regular o andamento e para abrandar e parar antes de atingir os batentes no final do percurso.

Estas cabines não têm motor e são abertas, sem portas nem janelas. Assim, o único som que se ouve em todo o percurso é o do rolamento das rodas da cabine nos carris e o som das aves ou do vento nas árvores dispostas ao longo do percurso, eventualmente com o som das conversas dos passageiros.

Classificação

Esta pérola da cidade de Braga está classificada como Imóvel de Interesse Público

Localização

Coordenadas GPS: N 41 33.279' W 008 22.856'  (41.55465, -8.38093)

Temas / Tags

Tenões, publicado em por

 


Os Mais Próximos

Santuário do Bom Jesus do Monte
Santuário do Bom Jesus do Monte
Tenões, Braga
(287 m E)
Igreja de Santa Eulália
Igreja de Santa Eulália
Tenões, Braga
(539 m NW)
Capela de Nossa Senhora da Consolação
Capela de Nossa Senhora da Consolação
Nogueiró, Braga
(680 m SW)
Castro do Monte da Consolação
Castro do Monte da Consolação
Nogueiró, Braga
(682 m SW)
Santuário do Sameiro
Santuário do Sameiro
Espinho, Braga
(2 km SE)

Ascensores ou Elevadores

Imóvel de Interesse Público

Século XIX

Os Mais Vistos

Lapa de Santa Margarida
Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal
Igreja de S. Simão
Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal
Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho
Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Castros


Antigo castro
Lagarelhos, Chaves
Castelo Velho
Castelo Velho
Freixo de Numão, Vila Nova de Foz Côa
Muralha do Castelo de Mós
Castelo de Mós
Mós, Torre de Moncorvo
Castro das Eiras
Castro das Eiras
Pousada de Saramagos, Vila Nova de Famalicão

Estação da CP

Estilo Barroco

Igreja Matriz

Igreja Matriz de Arrifana
A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares
Antiga Igreja Matriz
Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar
Capela da Senhora da Soledade
Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão
Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Pontes Romanas

Ponte Romana
Ponte Romana
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova
Ponte Romana de Vide
Ponte Romana
Vide, Seia
Ponte romana de Aldeia da Ponte
Ponte Romana
Aldeia da Ponte, Sabugal
Ponte romana de Vermiosa
Ponte Romana
Vermiosa, Figueira de Castelo Rodrigo

Santuário

Ermida de Nossa Senhora de Ara-Celli
Ermida de Nossa Senhora de Ara-Celli
São Marcos da Ataboeira, Castro Verde
Santuário de Panoias
Santuário Rupestre de Panoias
Vale de Nogueiras, Vila Real
Santuário da Senhora da Orada
Santuário da Senhora da Orada
Pinheiro, Vieira do Minho

São Tiago

Antiga Igreja Matriz de São Tiago
Antiga Igreja Matriz de São Tiago
Ribeira de Fráguas, Albergaria-a-Velha
Capela de São Tiago
Capela de São Tiago
Barbeita, Monção
Capela de São Tiago de Francelos
Capela de São Tiago de Francelos
Vila de Prado, Vila Verde
Cruzeiro de Santiago
Cruzeiro de Santiago
Alcoentre, Azambuja

Cruzeiro do Lugar da Quinta
Arnoso, Vila Nova de Famalicão

Século XII

Século XVII

Torre Sineira

Antiga Igreja Matriz
Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar
Antiga Matriz de Alcoentre
Antiga Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja
Antigos Paços do Concelho
Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão