No antigo Campo da Vinha, atual Praça do Conde de Agrolongo, está edificado o conjunto Conventual do Pópulo. Foi construído em parte por capricho do Arcebispo Frei Agostinho de Jesus que pretendia ter uma sepultura num local que achasse condigno, reservando para tal na capela-mor da Igreja de Nossa Senhora da Consolação.

Origem e Construção

Igreja e Convento do Pópulo
Igreja e Convento

No antigo Campo da Vinha, atual Praça do Conde de Agrolongo, está edificado o conjunto Conventual do Pópulo.

Foi construído em parte por capricho do Arcebispo Frei Agostinho de Jesus que pretendia ter uma sepultura num local que achasse condigno, reservando para tal na capela-mor da Igreja de Nossa Senhora da Consolação. Adossada a esta, as dependências conventuais que passariam a albergar os religiosos da Ordem Eremita de Santo Agostinho.

Iniciado nos finais do século XVI, nomeadamente em 1596, o conjunto manteve-se inalterável até agora, mesmo tendo em conta algumas alterações sofridas durante o século XVIII, com a inclusão de uma nova fachada.

Fachada do Convento

Numa planta transversal, o convento é formado por três panos, o central e dois laterais uniformes de dois pisos. A fachada central é em granito, com o rasgo da porta principal de moldura reta ladeada por duas janelas também de moldura reta.

Antecede-lhe uma cobertura, servindo de varanda para o segundo piso, que serve uma janela. Esta e duas laterais apresentam uma moldura reta, sendo as laterais encimadas por um frontão em arco abatido.

Remata com um frontão curvo. Os panos laterais nos dois pisos são formados por rasgos de sete janelas cada em moldura reta sobrepostas por frontão curvo. A finalizar, pequenas janelas redondas.

Com a extinção das Ordens Religiosas em 1834, a dependência conventual passou para o domínio do Estado, permanecendo até hoje com serviços da Câmara Municipal.

Estrutura da Igreja

Igreja do Convento do Pópulo
Igreja do Pópulo
Igreja do Pópulo - lateral
Lateral sul da igreja

A igreja, em arquitetura maneirista mas com modificações em estilo barroco, desenvolve-se longitudinalmente, numa planta retangular. É formada por uma só nave com capela-mor. A fachada neoclássica, toda em granito, é ladeada por duas torres sineiras adossadas à parte central.

Fachada da Igreja

Este pano central é formado por um portal em arco de volta perfeita ladeado por duas colunas em que assenta a sacada em guarda de pedra. É encimada por um janelão, também em arco de volta perfeita, ladeado por duas colunas sobrepujadas de um entablamento.

É rematado por um frontão triangular que apresenta ao centro as armas da Ordem de Santo Agostinho.

As torres possuem duas janelas ovais cada, com as sineiras a ladear o frontão, e finalizado por uma cobertura bolbosa.

Painéis de Azulejos

Igreja do Pópulo - azulejos
Túmulo e órgão
Igreja do Pópulo - azulejos
Túmulo do
arcebispo
Igreja do Pópulo - azulejos
Pia de
água benta
Igreja do Pópulo - azulejos
Pia de
água benta

O interior de nave única é coberto por abóbada de berço com caixotões de pedra, coro-alto e três capelas laterais, todas elas com as paredes laterais forradas a painéis de azulejos em azul e branco.

Interior

Igreja do Pópulo - Nave - altar-mor
Nave - capela-mor
Igreja do Pópulo - Nave - coro
Nave - coro
Igreja do Pópulo - capelas laterais
Capelas laterais

A capela-mor segue o alinhamento da cobertura da nave, as paredes laterais forradas a azulejos azuis e brancos que aludem a episódios da vida de Santo Agostinho.

O retábulo-mor evidencia a conjugação do neoclássico com o rococó na estrutura dourada e policromada da tribuna, onde se localiza a imagem de Nossa Senhora do Pópulo. À entrada na capela-mor, nas laterais, estão os túmulos dos Arcebispos, sendo um deles o Frei Agostinho de Jesus.

Classificação

Foi classificado como Imóvel de Interesse Público em 1977.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 33.118' W 008 25.708'  (41.55197, -8.42847)

Referências

Temas / Tags

Braga, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Paços do Concelho
Braga
(108 m S)

Fonte do Pelicano
Braga
(113 m SE)

Praça do Município
Braga
(124 m SE)

Conventos e Mosteiros

Estilo Barroco

Estilo Maneirista

Estilo Neoclássico


Capela de Nossa Senhora da Bonança
Vila Praia de Âncora, Caminha

Capela de Santa Maria Madalena
Aldeia das Dez, Oliveira do Hospital

Igreja de Nossa Senhora da Assunção
Sambade, Alfândega da Fé

Imóvel de Interesse Público


Igreja de Santa Iria
Ribeira de Santarém, Santarém

Pelourinho de S. Pedro de Rates
São Pedro de Rates, Póvoa de Varzim

Século XVI

Torre Sineira


Igreja Matriz de Muge
Muge, Salvaterra de Magos

Igreja Matriz de Malhadas
Malhadas, Miranda do Douro

Igreja Matriz de Tourém
Tourém, Montalegre

Igreja de São Miguel
Ferreira do Zêzere

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Azenha


Azenha de Santa Cruz
Santa Cruz, Torres Vedras

Azenha no Rio Ave
Azurara, Vila do Conde

Forjães, praia da Morena
Forjães, Esposende

Ermida ou capela isolada

Faróis


Farol da Barra
Gafanha da Nazaré, Ílhavo

Farol da Guia
Guia, Cascais

Farol da Ponta do Pargo
Ponta do Pargo, Calheta (Concelho - Madeira)

Santa Clara de Assis

São Torcato


Capela de São Torcato
São Torcato, Coruche

Igreja Velha de São Torcato
São Torcato, Guimarães

Santuário de São Torcato
São Torcato, Guimarães

Século XIX


Século XV

Século XVII

Século XVIII