A edificação deste convento surge de uma necessidade que os Franciscanos tiveram de um melhoramento de instalações. Realizou-se em 1505 a mando de D. Jaime I, quarto Duque de Bragança.

Origem

Igreja e Convento da Franqueira
Fachada da igreja

A edificação deste convento surge de uma necessidade que os Franciscanos, pertencentes à Ordem da Província de Soledade Franciscana, tiveram de um melhoramento de instalações.

Esta edificação realizou-se no ano de 1505 a mando de D. Jaime I, quarto Duque de Bragança, perante a doação que este fez à Ermida do Bom Jesus da Franqueira. Esta foi fundada em 1429, tendo nos finais deste século sido ocupada pelos Padres Claustrais.

Ampliação

Passaram-se seis séculos após a fundação e já os Franciscanos estavam a habitar as casas em torno desta Ermida. Por esta razão, em 1563 D. Henrique de Sousa, o mandatário do Mosteiro de Rendufe, mandou iniciar a construção de um complexo cenobial, não se sabendo contudo o termino destas obras.

Entretanto, entre a segunda metade do século XVII e a primeira década do século XVIII realizaram-se obras de reformulação e ampliação do convento, com um novo dormitório e a igreja.

Fim e venda

Com a extinção das Ordens Religiosas em 1834, a parte conventual foi vendida para particulares, tendo a parte dos terrenos agrícolas da cerca sido vendidas até meados do século XX. A igreja pertence à paróquia de Pereira, estando aberta ao público, com a denominação do Senhor da Fonte da Vida à qual o lugar dá o nome.

Descrição

Igreja e Convento da Franqueira
Fachada e lado leste

A igreja apresenta uma planta retangular formada por nave e capela-mor. À direita do templo está adossada a torre sineira, seguindo-se a parte conventual. Esta parte segue as linhas da maior parte dos conventos, com uma planta quadrangular em torno do central com espaços ajardinados.

A fachada do templo, sob o estilo barroco, está delimitada por cunhais de pilastras e friso que separa a fachada inferior do superior. O inferior é constituído por três rasgos em arcos de volta perfeita que possibilita o acesso à nartéx, e consequentemente à entrada do templo.

É encimado ao centro por uma janela de moldura recortada, com a abertura de dois nichos, com esculturas do Santo António e São Francisco a ladear. O remate é feito por um frontão contracurvado com uma cruz cimeira ladeada por dois pináculos.

Classificação

Está classificado como Monumento de Interesse Público, estando à espera de uma nova classificação.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 29.937' W 008 38.610'  (41.49895, -8.64350)

Referências

Pereira, publicado em por

Os Mais Próximos


Estação Arqueológica
Pereira, Barcelos
(368 m SW)

Castelo de Faria
Pereira, Barcelos
(417 m SW)

Capela de Nossa Senhora da Ponte
Barcelinhos, Barcelos
(4 km NE)

Conventos e Mosteiros

Ermida ou capela isolada

Estilo Barroco

Imóvel de Interesse Público

Século XVI

Torre Sineira


Capela de São Bento
Seixas, Caminha

Igreja Matriz de São Martinho do Porto
São Martinho do Porto, Alcobaça

Capela de Nossa Senhora das Preces
Póvoa do Valado, Aveiro

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Estilo Maneirista

Figuras da Realeza de Portugal


D. Dinis
Coimbra

D. Manuel I
Almendra, Vila Nova de Foz Côa

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Palácios

Santo António

Século XII

Século XV


Século XVII


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Século XVIII

Torre de Menagem ou de Vigia

Recentes