Considerado como um dos mais importantes Castelos entre o Douro e Minho, teve igualmente a sua importância na formação e consolidação da Nacionalidade.

História

Castelo de Faria
Castelo de Faria
Castelo de Faria
Castelo de Faria

A primeira referência documentada ao Castelo de Faria é feita nos finais do século XI, mais concretamente no ano de 1099, todavia acredita-se que a forma da sua estrutura seja pertencente aos séculos IX e X.

A fortaleza desde o seu início era comandada por pessoas nobres do Condado Portucalense, razão pela qual o Castelo de Faria acabaria por se tornar num local preferencial para a consolidação da história de Portugal. Assim sendo, acredita-se que foi a partir deste que surgiu a ideia de revolta contra D. Teresa, a qual conduziu à Batalha de São Mamede em 1128 e consequentemente a subida ao trono e a coroação de D. Afonso Henriques.

É no século XIV que basicamente se vem confirmar a importância do Castelo de Faria, através do importante espólio ali resgatado e também através de outros materiais que mostram que a estrutura pode pertencer à época anterior à Nacionalidade.

Descrição

Castelo de Faria
Castelo de Faria

Atualmente do que resta da estrutura do Castelo são ruínas e ao centro a Torre de Menagem de planta quadrada e circundada por um pequeno murete. Foi edificado num alto da elevação do monte de Franqueia.

A Lenda do Alcaide do Castelo de Faria

Ao Castelo de Faria liga-se uma lenda que perdurou até aos dias de hoje e que mostra a importância que esta estrutura teve no desenrolar da história de Portugal. Assim, entre 1367-1383, o monarca da altura D. Fernando I, rompeu o compromisso que tinha com a filha do rei de Castela, tendo este desencadeado uma guerra contra Portugal.

Uma das duas invasões deu-se pelo Minho vindo da Galiza, ao encontro das forças portuguesas, e o conflito aconteceu perto de Barcelos, no qual as forças espanholas levaram a melhor e sendo por isso as portuguesas capturadas.

Nesta captura estava Nuno Gonçalves Faria, o então Alcaide do Castelo de Faria, e, podendo vir a servir de moeda de troca pela rendição do Castelo, Nuno Gonçalves Faria, convenceu o Comandante de Castela a levá-lo aos muros do Castelo sob o pretexto de convencer o filho à rendição.

Assim foi feito, mas no encontro com o filho Nuno Gonçalves Faria teve a oportunidade de exortar o filho à resistência, sob o pretexto de maldição. Uma vez gorada a intenção inicial, os espanhóis ali mataram o Alcaide diante do filho que conseguiu que o castelo resistisse ao assalto. Entretanto e perante tal ato, o filho vitorioso pediu permissão ao rei D. Fernando para abandonar o cargo de Alcaide, para se tornar sacerdote.

Classificação

O Castelo de Faria faz parte, desde 1956, dos classificados como Monumento Nacional.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 29.795' W 008 38.843'  (41.49658, -8.64738)

Referências

Temas / Tags

Pereira, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Estação Arqueológica
Pereira, Barcelos
(88 m E)

Igreja e Convento da Franqueira
Pereira, Barcelos
(417 m NE)

Capela de Nossa Senhora da Ponte
Barcelinhos, Barcelos
(4 km NE)

Ponte de Barcelos
Barcelos
(4 km NE)

Castelos

Século X

Torre de Menagem ou de Vigia

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Bibliotecas

Imóvel de Interesse Público

Nossa Senhora da Expectação

O Românico na Europa e em Portugal


Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Capela das Almas
Viana do Castelo

Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Portas da Cidade ou do Castelo


Século I d.C.


Castelo de Castro Laboreiro
Castro Laboreiro, Melgaço

Castro do Monte Mozinho
Galegos, Penafiel

Marco Miliário XII
Oliveira de Azeméis

Museu de Lisboa - Teatro Romano
Santa Maria Maior, Lisboa

Século XVI

Torre Sineira


A nossa Igreja
Freches, Trancoso

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Antiga Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja

Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão