Situado na parte histórica da cidade, vizinha do Largo do Município pela fachada principal e da Rua da Misericórdia e Rua Infante D. Henrique pelas laterais, o edifício da atual Câmara Municipal enquadra-se com um conjunto de outros monumentos históricos da cidade, para a qual a sua fachada principal está orientada.

Início no Século XIV

Câmara Municipal - Torres e pano central
Torres e pano central
Câmara Municipal - Fachada frontal
Fachada frontal
Câmara Municipal - Fachada lateral
Fachada lateral

Este magnífico edifício emblemático é o resultado de uma conjugação de uma séries de instituições, da qual resultaram no atual, sendo por isso resultado de várias campanhas de obras de reformas e acrescentos.

Na verdade este edifício sempre funcionou como Paços do Concelho, para o que foi concebido, começando com as anexações no século XIV, com a primeira instituição, com a construção do primeiro hospital e capela de Santa Maria, na sequência de apoio aos peregrinos de Santiago de Compostela. No século XV deu-se a construção das arcadas em ogivas dos Paços do Concelho e no século seguinte deu-se a construção da instituição da Misericórdia, que inicialmente teve a sede na Capela de Santa Maria, passando esta instituição a gerir o hospital que passa a ser conhecido como o Hospital da Misericórdia.

Misericórdia

No final do século XVI, e devido às dimensões reduzidas da Capela, a Irmandade da Misericórdia mandou edificar uma igreja, que se chamaria de Misericórdia. No início do século XVIII, o edifício do hospital sofre uma ampliação sendo a sacristia demolida para se fazer um claustro e transportada para a casa do Despacho.

Em 1836 a Misericórdia transfere-se para o edifício do extinto Convento de São Francisco, abandonando as instalações antigas e passando estas a pertencer aos Paços do Concelho. A igreja é demolida para ampliação dos Paços, sendo aproveitadas somente as paredes laterais. Entretanto no mesmo edifício também são alojadas outras instituições como o Tribunal da Justiça e a Repartição da Fazenda e, finalmente, o quartel da polícia.

Câmara Municipal

Assim, no início do século XX constavam estas instituições, acabando no decorrer deste século a sua saída e restando apenas os Paços do Concelho. Entre 1996 e 2003 deu-se a recuperação do edifício, inclusivamente o espaço da antiga igreja, transformando no que é atualmente.

Descrição

É deste conjunto de construções e ampliações que resulta a fachada principal apresentando uma planta retangular de dois pisos e cinco panos separados por pilastras colossais, sendo dois deles formados por duas torres.

Cada uma das torres tem uma porta em arco de volta perfeita encimada por duas janelas de moldura retangular e pequenas sacadas com guarda em ferro. Sobrepõe-se a estas duas grandes pedras de armas encimadas por um friso em semi-circulo e um relógio. Finalizam com merlões e uma sineira em cada.

O pano central é formado por duas portas em arco quebrado, encimados por quatro janelas em verga reta e sacadas com guarda de ferro. A finalizar, o friso é terminado também por merlões.

Os panos laterais têm cinco janelas cada, no piso superior, em verga reta e pequenas sacadas em guarda de ferro. No piso térreo, no pano lateral da direita apresenta quatro janelas de moldura reta e com gradeamentos, e no pano esquerdo é formado por quatro arcos quebrados, dando acesso a um pequeno nartéx.

Classificação

O conjunto do edifício dos Paços do Concelho com a Igreja Matriz, as Ruínas dos Paços dos Duques de Bragança, o Pelourinho de Barcelos, o Solar dos Pinheiros e a Ponte de Barcelos, ou seja, o conjunto histórico de Barcelos, está classificado como Monumento Nacional.

Localização

O Edifício da Câmara Municipal situa-se a 100 metros a norte do Rio Cávado e da ponte medieval, junto do Largo do Município.

Coordenadas GPS: N 41 31.732' W 008 37.317'  (41.52887, -8.62195)
Barcelos, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Os Mais Próximos


Igreja Matriz de Barcelos
Barcelos
(51 m SW)

Pelourinho de Barcelos
Barcelos
(83 m SW)

Solar dos Pinheiros
Barcelos
(102 m W)

Câmara Municipal

Igreja e Hospital da Misericórdia

Monumento Nacional

Século XIV


Muralhas
Sortelha, Sabugal

Ponte Românica de Vilar de Mouros
Vilar de Mouros, Caminha

Torre Sineira


Igreja Matriz de Almofala
Almofala, Figueira de Castelo Rodrigo

Igreja de São Rosendo
Pitões das Júnias, Montalegre

Igreja de Mancelos
Mancelos, Amarante

Torre do Relógio

Os Mais Vistos

Claustro

Conventos e Mosteiros


Estilo Maneirista

Estilo Neoclássico


Alminhas da Ponte
São Nicolau, Porto

Antigo Clube Inglês
Miragaia, Porto

Balneário Termal
Caldas da Rainha

Imóvel de Interesse Público

São Pedro

São Tiago


Capela de São Tiago
Barbeita, Monção

Cruzeiro de Santiago
Alcoentre, Azambuja

Século XVI

Século XVII


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Recentes