Também conhecido como Paço dos Duques de Bragança, esta edificação, que se tornou no ex-libris da cidade de Barcelos, está situado num ponto elevado da cidade, marcando presença sobre a ponte e o rio.

O Paço

Paço dos Condes de Barcelos
Painel do séc. XVI
Paço dos Condes de Barcelos
Painel do séc. XVIII

É conhecido como o título deste artigo o designa, ou como Paço dos Duques de Bragança. Na verdade os dois nomes são possíveis, uma vez que os Condes de Barcelos são originários da Casa de Bragança, sendo o 1º Duque de Bragança o 8º Conde de Barcelos, D. Afonso, filho natural de D. João I, que se liga à edificação destes Paços no século XV.

Paço dos Condes de Barcelos

Esta edificação, que se tornou no ex-libris da cidade de Barcelos, foi também um elemento fundamental, pois não se pode dissociar das muralhas do castelo que o circundava. Situado num ponto elevado da cidade, marca presença sobre a ponte e o rio de que se situa na margem norte.

Início

Paço dos Condes de Barcelos
Paço dos Condes de Barcelos
Paço dos Condes de Barcelos
Paço dos Condes de Barcelos
Paço dos Condes de Barcelos

Iniciado pelo oitavo Conde de Barcelos, as obras continuaram com os seus sucessores, o nono e décimo Condes de Barcelos, sendo a finalização a pertencer ao décimo Conde.

Muito raramente podemos ver um edifício, do género pelo qual foi edificado, estar em ruínas. Este Paço é o testemunho das construções apalaçadas da Idade Média, em que a sua edificação servia de residência para os Alcaides ou proprietários, no processo de engrandecimento das fortalezas.

Ao longo dos tempos sofreu muitas alterações. Segundo algumas reconstituições e pinturas, é dado a conhecer um edifício de cinco corpos adossados entre si, dos quais quatro deles com espaços turriformes de planta quadrada e um quinto espaço retangular de dimensões vantajosas.

Descrição

Com uma planta caraterizante do início do século XV, é formado por um corpo central alongado de mais três registos, aos quais se associavam corpos laterais e um último a norte.

Paço dos Condes de Barcelos
Paço dos Condes de Barcelos
Paço dos Condes de Barcelos

O Paço manteve-se edificado cerca de duzentos anos, começando a sua ruína no início do século XVII, havendo indicações de mau estado de conservação. As suas pedras serviram depois para a renovação da Igreja Matriz, como também vieram a servir para outras edificações feitas no decorrer do século XIX.

Museu Arqueológico

No século XX, mais concretamente em 1920, o Paço já tinha atingido o estado de degradação que hoje podemos ver. O espaço interno adquiriu então uma nova funcionalidade, albergando o Museu Arqueológico de Barcelos.

Classificação

Mesmo a apresentar-se em ruínas, o Paço dos Condes de Barcelos está, desde 1910, classificado como Monumento Nacional.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 31.688' W 008 37.335'  (41.52813, -8.62225)

Referências

Temas / Tags

Barcelos, publicado em por

 


Os Mais Próximos

Pelourinho de Barcelos
Pelourinho de Barcelos
Barcelos
(29 m NW)
Ponte de Barcelos
Ponte de Barcelos
Barcelos
(67 m S)
Solar dos Pinheiros
Solar dos Pinheiros
Barcelos
(85 m NW)

Monumento Nacional

Anta da Barrosa
Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha
Igreja de São Roque
Igreja de São Roque
Misericórdia, Lisboa
Ponte do Porto
Ponte do Porto
Prozelo, Amares

Museus e Galerias de Exposição

Palácios

Século XV

Casa dos Nichos
Casa dos Nichos
Viana do Castelo
Igreja Matriz de São Jorge
Igreja Matriz de São Jorge
São Jorge, Santana
Torre do Relógio
Torre do Relógio
Vila Nova de Foz Côa

Os Mais Vistos

Lapa de Santa Margarida
Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal
Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho
Igreja de S. Simão
Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal
Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros

Fontes

Alminhas
Alminhas
Sabuzedo, Montalegre
Casa da Água
Casa da Água
Cabo Espichel, Sesimbra
Chafariz D. João V
Chafariz D. João V
Alpedrinha, Fundão

Miradouros

Achada do Teixeira
Achada do Teixeira
São Jorge, Santana
Marina da Albufeira da Caniçada
Albufeira da Caniçada
Rio Caldo, Terras de Bouro
Alto do Senhor da Boa Morte
Alto do Senhor da Boa Morte
Vila Franca de Xira
Arco Triunfal da Rua Augusta
Arco Triunfal da Rua Augusta
Santa Maria Maior, Lisboa

Pontes Romanas

Ponte Romana
Ponte Romana
Idanha-a-Velha, Idanha-a-Nova
Ponte Romana de Vide
Ponte Romana
Vide, Seia
Ponte romana de Aldeia da Ponte
Ponte Romana
Aldeia da Ponte, Sabugal
Ponte romana de Vermiosa
Ponte Romana
Vermiosa, Figueira de Castelo Rodrigo

São Bartolomeu

Capela de Santo Cristo
Capela de Santo Cristo
Caçarelhos, Vimioso
Capela de São Bartolomeu
Capela de São Bartolomeu
Ifanes, Miranda do Douro
Capela de São Bartolomeu
Capela de São Bartolomeu
Malhadas, Miranda do Douro
Convento do Grilo
Convento do Grilo
Beato, Lisboa

São Miguel

Capela de São Miguel
Capela de São Miguel
Monsanto, Idanha-a-Nova
Capela de São Miguel
Capela de São Miguel
Avô, Oliveira do Hospital

Capela de São Miguel
Dornelas do Zêzere, Pampilhosa da Serra

Século XVI

Século XVIII

Torre Sineira

Antiga Igreja Matriz
Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar
Antiga Matriz de Alcoentre
Antiga Matriz de Alcoentre
Alcoentre, Azambuja
Antigos Paços do Concelho
Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão