1258 é o ano da referência mais antiga da Honra dos Vasconcelos ou Casa dos Mouros, que se encontra nas Inquirições de Afonso III.

História

Ruinas da Torre e Honra dos Vasconcelos
Muralha
Ruinas da Torre e Honra dos Vasconcelos
Porta

Contudo a Honra dos Vasconcelos acaba por contrariar um pouco o verdadeiro sentido da palavra, correspondendo no entanto à verdadeira honra da família dos Vasconcelos. Esta honra, que remonta à segunda metade do século XIII, deve-se ao facto de, na época do conturbado reinado de D. Sancho II, João Peres de Vasconcelos se recusar a comparecer ao então monarca para se defender da acusação de assassino que lhe era imputada. Este ato custou-lhe um julgamento à revelia.

Perante esta situação a família Vasconcelos toma para si o poder da região, entre o rio Homem e o rio Cávado. Possuidores de grande parte das terras, sendo estas fortificadas, impediam a entrada das gentes reais como os juízes, tabeliães, mordomos e porteiros.

Assim o poder dos Vasconcelos permaneceu durante os reinados de D. Sancho II e D. Afonso III, acabando por se verem confrontados no reinado de D. Dinis, proibindo as torres senhoriais e permitindo a construção da torre de Penegate.

Uma edificação entre o séculos XII e XIII, crendo-se que o edifício que então tutelava a Honra pertencia ao século XII, remontando ao tempo de D. Egas Fafes. Desconhece-se todavia se a propriedade já tinha estrutura de cariz militar aquando da posse da família Vasconcelos, ou se pelo contrário terão sido eles a construir a primeira torre.

Descrição

Ruinas da Torre e Honra dos Vasconcelos
Interior
Ruinas da Torre e Honra dos Vasconcelos
Interior
Ruinas da Torre e Honra dos Vasconcelos
Interior e porta

A torre edifica-se sobre um afloramente rochoso, de planta quadrangular de mais de seis metros de lado, de um ou dois pisos sobradados, e que, devido ao seu estado de degradação, nos revela apenas o piso térreo.

Ao contrário das estruturas da época, esta tem o acesso ao interior pelo piso térreo, fazendo-se por uma porta em arco de volta perfeita existente a nascente.

Nos inícios do século XIV adossou-se um segundo corpo à face poente, desempenhando as funções de residência. Este anexo adossado desenvolve-se numa planta retangular de aproximadamente quinze metros.

Classificação

A Honra dos Vasconcelos está classificada desde 1948 como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Este monumento está situado na povoação de Santa Luzia, junto da estrada principal (Rua da Cintura) e da Capela de Santa Luzia.

Coordenadas GPS: N 41 37.431' W 008 21.334'  (41.62385, -8.35557)

Referências

 

Temas / Tags

Ferreiros, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Capela de Santa Luzia
Ferreiros, Amares
(31 m N)

Igreja Matriz de Amares
Amares
(863 m NE)

Largo Principal
Amares
(901 m NE)

D. Gualdim Pais
Amares
(902 m NE)

Imóvel de Interesse Público


Solar dos Guedes
Moimenta da Beira

Ponte Romana do Arco
Vreia de Jales, Vila Pouca de Aguiar

Muralhas

Século XIII

Torre de Menagem ou de Vigia


Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Cruzeiros


Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Capela de S. Silvestre e Cruzeiro
Carvalhal da Aroeira, Torres Novas

Capela de Santa Eulália
Vila Meã, Bragança

Capela de Santo António
Vila Nova de Foz Côa

Estilo Barroco

Fontes


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Casa da Água
Cabo Espichel, Sesimbra

Chafariz D. João V
Alpedrinha, Fundão

Poço e Nora


Bomba e Poço de Água
Gaeiras, Óbidos

Bomba e Poço de Água
Aldeia Galega da Merceana, Alenquer

Fonte e Lavadouro Público de Sapataria
Sapataria, Sobral de Monte Agraço

Largo da Aldeia
Póvoa, Miranda do Douro

Santa Maria

Sinagoga


Sinagoga
Belmonte

Sinagoga
Castelo de Vide

Sinagoga
Óbidos

Século XVI

Século XVIII