A Casa do Arco - Museu de S. Cucufate foi um estabelecimento prisional masculino, depois foi até ao século XIX uma casa de habitação da família Souto Maior. Contém peças de arqueologia da vila de S. Cucufate.

Início como Prisão

A Casa do Arco foi de início um estabelecimento prisional masculino, comprovado por algumas marcas como o gradeamento no piso inferior e tendo uma imagem diferente dos restantes edifícios do mesmo largo.

Ocupações Seguintes

Até ao século XIX foi uma casa de habitação de uma família rica de nome Souto Maior.

Teve outras ocupações, como por exemplo uma delegação da Mocidade Portuguesa entre 1935 e 1937. Foi depois arrendado à “Direcção da Sociedade dos Altos”, que ali ficou durante mais de 10 anos. Era um local de encontro e festejos do povo cuja entrada numa casa ao lado, a Sociedade dos Ricos, era negada. Deste facto nasceu o nome indicado, Sociedade dos Altos.

Atual, o Museu

Sendo agora pertença da Câmara Municipal da Vidigueira, foi cedida ao Ministério da Cultura e foram feitas as necessárias obras de adaptação para a instalação do Museu de S. Cucufate.

O Museu da Casa do Arco

A Casa do Arco - Museu de S. Cucufate é atualmente um museu de arqueologia com peças encontradas durante as escavações efetuadas em diversos locais do concelho. A exposição está organizada por temas, cada tema correspondendo a uma atividade quotidiana dos habitantes locais.

O geral da exposição pretende mostrar uma imagem de como seria o dia a dia numa propriedade agrícola na época romana.

Além da exposição o museu tem ainda uma sala polivalente com um auditório.

Museu de São Cucufate

Tem também a designação de Museu de São Cucufate porque inclui um Centro de Interpretação das Ruínas Romanas de São Cucufate e o espólio arqueológico da Villa romana.

Localização

Coordenadas GPS: N 38 12.879' W 007 49.562'  (38.21465, -7.82603)

Referências

Vila de Frades, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Recentes