As Azenhas de Mértola são constituídas por duas azenhas e três moinhos de rodete. Estes moinhos, já referidos no século XV, eram movidos pela força da água do Guadiana.

Descrição

Azenhas de Mértola
Azenhas e Paisagem
Azenhas de Mértola
Azenhas no Guadiana

Situados nos extremos do açude, tiveram o seu papel muito importante na moagem dos cereais para obtenção de farinha. Foram entretanto substituídos por moinhos por outros processos mais eficazes e servem agora como ponto turístico e de lazer.

Localização

As azenhas estão situadas na zona norte de Mértola, a que se acede pelo última rua de Mértola mais a nordeste.

Coordenadas GPS: N 37 38.810' W 007 39.070'  (37.64683, -7.65117)

Temas / Tags

Mértola, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Anfiteatro Zeca Afonso
Mértola
(944 m W)

Igreja Matriz de Mértola
Mértola
(1 km SW)

Castelo de Mértola
Mértola
(1 km SW)

Torre do Relógio
Mértola
(2 km SW)

Azenha


Quinta do Bulhaco
Trancoso de Baixo, Vila Franca de Xira

Azenha no Rio Ave
Azurara, Vila do Conde

Azenha de Santa Cruz
Santa Cruz, Torres Vedras

Miradouros

Rios


A ponte sobre o Tejo
Vila Velha de Ródão

Rio dos Eixes
Eixes, Mirandela

Rio Minho
Vila Nova de Cerveira

Rio Cávado
Vila de Prado, Vila Verde

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Igreja de S. Simão
Vila Fresca de Azeitão, Setúbal

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Câmara Municipal

Ermida ou capela isolada

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Museus e Galerias de Exposição

Nossa Senhora da Oliveira


Nossa Senhora do Carmo

Palácios

Solares


Alto do Senhor da Boa Morte
Povos, Vila Franca de Xira

Antigos Paços do Concelho
Vila de Prado, Vila Verde

Casa Senhorial
Bornes, Macedo de Cavaleiros

Século XVI