Tipo de povoado da idade do Ferro existente nas montanhas da Península Ibérica e um dos muitos povoados fortificados em Portugal.

Descrição

Castro de Romariz

Castro de Romariz, restos arqueológicos de um tipo de povoado da Idade do Ferro existente nas montanhas da Península Ibérica. É um dos muitos povoados fortificados em Portugal, sendo a Estação Arqueológica com mais significado nesta região.

Também é um dos povoados que está parcialmente bem conservado.

O Castro de Romariz é do século V a.C., tendo sido povoado até ao século I d.C.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 56.778' W 008 27.627'  (40.94630, -8.46045)

Temas / Tags

Romariz, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos


Termas das Caldas de S. Jorge
Caldas de São Jorge, Santa Maria da Feira
(4 km NW)

Câmara Municipal de São João da Madeira
São João da Madeira
(6 km SW)

Forum Municipal
São João da Madeira
(6 km SW)

Foto Largo da Capela
Azagães, Oliveira de Azeméis
(7 km SE)

Capela de Santa Estevão de Arrifana
Arrifana, Santa Maria da Feira
(7 km SW)

Castros


Castro de São Domingos
Cristelos, Lousada

Castro de São Caetano
Longos Vales, Monção

Antigo castro
Lagarelhos, Chaves

Castro do Monte Mozinho
Galegos, Penafiel

Castro de Lanhoso
Póvoa de Lanhoso

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Estilo Barroco

Estilo Maneirista


Imóvel de Interesse Público

Monumento Nacional


Anta da Agualva
Agualva-Cacém, Sintra

Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta de Santa Marta
Santa Marta, Penafiel

Nossa Senhora de Fátima

Nossa Senhora do Carmo

Pelourinhos


Pelourinho
Castelo Bom, Almeida

Pelourinho
Castelo Mendo, Almeida

Pelourinho
Terena, Alandroal

Senhor Jesus


Alto do Senhor da Boa Morte
Povos, Vila Franca de Xira

Basílica da Estrela
Estrela, Lisboa

Bom Jesus das Mós
Carvalheira, Terras de Bouro

Capela Corpo de Deus
Pinhão, Oliveira de Azeméis

Século XVI