A capela, inaugurada em 1880, ocupa a parte alta do outeiro do Crasto ou do Calvário, a nascente da vila.

História

Santuário de la Salette

A capela ocupa a parte alta do outeiro do Crasto ou do Calvário, a nascente da vila.

Na procissão de penitência da igreja a este ponto, em 1870, resolveu-se a construção duma capela com a nova invocação; modesto edifício de tipo corrente que se veio a inaugurar em 1880.

A atual capela é já do primeiro quartel do presente século, segundo projecto do arquiteto portuense António Correia da Silva.

Descrição

Composição arquitetónica muito equilibrada, do tipo usual do fim do último século e do começo do presente, estudada em cimento, como só permitiam as verbas disponíveis.

Compõem-se de átrio, nave de três pequenos tramos e santuário poligonal de três faces. O átrio avança entre dois torreões, baixos, ficando acima, em plano recuado, larga rosácea e, dominando o vértice da empena, grande estátua da Virgem. A meio da cobertura geral, coruchéu de remate em pirâmide.

Em cada tramo, duas frestas emparelhadas. Nas do santuário vitrais policromos e figurativos; na rosácea da fachada, outros mas só geométricos, com figuras ao centro; estes só da autoria de R. Leone (Lisboa, 1929).

Na sacristia pequeno Santo António, de madeira, dos séc. XVII-XVIII, repintado e comum.

Parque

Motivos no parque envolvente. Arborizado e ajardinado o antigo cabeço, tem-lhe juntado diversos motivos artísticos.

Um chafariz. Obra decorativa do séc. XVII, de certo gosto, composta de tanque quadrilobado, a meio do qual emerge o pilar com taça de idêntico traçado, onde cai a água das quatro carrancas de urna superior. O remate é moderno e espesso, não podendo saber em quanto represente o antigo.

Colocaram à entrada um busto, de bronze, de Domingos da Costa, assinado por Alípio Brandão; em frente à escadaria, um padrão dos centenários, da forma vulgarizada; deslocaram para a parte posterior o fontanário da antiga praça. Dizem que para este tinha sido aproveitada a coluna do antigo pelourinho, talvez só como material a tratar, pois que não dá aparência do antigo emprego.

Texto sem indicação do autor, foto enviada por Luis Neta

Localização

Coordenadas GPS: N 40 50.563' W 008 27.932'  (40.84272, -8.46553)

Temas / Tags

Oliveira de Azeméis, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Praça José da Costa
Oliveira de Azeméis
(1 km W)

Fontanário
Oliveira de Azeméis
(1 km W)

Marco Miliário XII
Oliveira de Azeméis
(1 km W)

Igreja Matriz de Oliveira de Azeméis
Oliveira de Azeméis
(1 km W)

Paços do Concelho de Oliveira de Azeméis
Oliveira de Azeméis
(1 km W)

Fontes


Largo do Encontro
Candal, Lousã

Fonte e Lavadouro Público de Sapataria
Sapataria, Sobral de Monte Agraço

Fonte de Mergulho
Ifanes, Miranda do Douro

Fonte de Nossa Senhora da Conceição
Atouguia da Baleia, Peniche

Nossa Senhora de La Salette


Santuário de La Salette
Oliveira de Azeméis

Santuário

Século XIX


Igreja de Mina de São Domingos
Mina de São Domingos, Mértola

Mercado Municipal
Figueira da Foz

Monumento aos Heróis da Restauração
Olhão da Restauração, Olhão

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Antas ou Dolmens


Anta
Antas, Esposende

Anta da Agualva
Agualva-Cacém, Sintra

Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta da Cerqueira
Cerqueira, Sever do Vouga

Anta de Monte Abraão
Monte Abraão, Sintra

Claustro

Estilo Manuelino

Estilo Renascentista


Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Monumento Nacional


Anta da Agualva
Agualva-Cacém, Sintra

Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta de Santa Marta
Santa Marta, Penafiel

São Vicente

Século XVII