Vias Romanas

Rede Viária Romana

As villas romanas tiveram a consequência de uma rede viária, considerada como a maior obra de engenharia da antiguidade em Portugal.

Na consolidação da importância que esta infraestrutura permitia na expansão do Império, com a movimentação dos seus exércitos, funcionários do governo, e civis, para além do intercâmbio de bens e comércio, era essencialmente para ligação das grandes cidades de então.

Destas principais ligações existem onze itinerários, denominadas de "Itinerário de António", a partir das principais cidades como Bracara Augusta (Braga) e Olisipo (Lisboa). De Bracara saíam cinco  itinerários, um para Olisipo e quatro para Asturica (Astorga - Espanha), as quais passavam por Aquae Flaviae (Chaves), Salaniana (Serra do Gêres), Limia (Ponte de Lima) e Aquis Celenis (Santa Tecla).

De Olisipo partiam três itinerários para Augusta Emerita (Mérida - Espanha), passando por Ebora Liberalitas Julia (Évora), Abelterio (Alter do Chão) e Fraxinum (Monte de Pedra). Mais a sul, saíam mais três itinerários, sendo um de Ossonoba (Faro) para Salacia (Álcacer do Sal) e duas de Baesuris (Foz de Guadiana) para Pax Iulia (Beja), a passar por Salacia e Myrtilis (Mértola). Segue-se outros itinerários de não menos importância e da suas variantes.

Via Romana Ossonoba (Faro) - Pax Iulia (Beja)

Calçada Romana
São Brás de Alportel

Via Romana Scalabis (Santarém) - Collipo (Zona da Batalha)

Estrada Romana
Alqueidão da Serra
  • Calçada romana em Souto Redondo, um testemunho da dominação romana em Portugal e um ponto turístico importante.
  • Este pequeno troço, constituído por grandes pedras, é a parte final que dá acesso à entrada do Castelo de Sortelha através da Porta Nova.
  • Calçada Romana em Sendim
  • Na aldeia da Ladreda estes povos romanos deixaram marcas da sua passagem como se pode observar na calçada de origem romana.
  • Esta antiga via liga a costa algarvia ao centro do Alentejo, mais concretamente, da cidade de Ossonoba (Faro), a Pax Iulia (Beja), passando pela vila romana de Milreu e pelo Vale de Joio (S. Brás de...
  • Este Concelho de Terras de Bouro é um dos mais favorecidos nas marcas da passagem dos romanos por estas terras, por ser atravessado pela Geira ou Via XVIII do Itinerário de Antonino.
  • A Via Romana é um dos quatro monumentos existentes no Monte Pilar. Este é o caminho de acesso ao castelo e capela, passando pelo castro.
  • A pouco menos de um quilómetro da localidade de Alqueidão da Serra, esta é presenteada por uma Via Romana, uma construção entre os séculos I a.C. e I d.C.