Século XVI

O Século XVI marcou o desenvolvimento da civilização ocidental. Portugal fez a maior exploração dos oceanos e das regiões asiáticas e africanas e deu a conhecer o Novo Mundo. Criaram-se as colónias portuguesas e espanholas e abriu-se o comércio marítimo através do Oceano Pacífico e do Índico. Nas artes assiste-se ao desenvolvimento do estilo maneirista e principalmente do estilo manuelino, com exemplos representativos em muitos monumentos portugueses.

  • Do templo primitivo, possivelmnete do século XVI, na existe além de uma fotografia no Museu Monsenhor Nunes Pereira.
  • Capela edificada na segunda metade do século XVI, onde deve ter funcionado a extinta Misericórdia da paróquia de Almendra. Foi depois associada à Irmandade do Senhor dos Passos.
  • A Capela de Nossa Senhora da Piedade, do séc. XVI, edificou-se sob a invocação de São Gregório.
  • Esta capela foi construída em 1505, sendo dedicada a São Sebastião. Tendo acolhido a imagem de Nossa Senhora da Saúde em 1662, ficou a partir daí com essa designação.
  • À saída da cidade para Barcelos, num recinto arborizado, encontra-se a Capela de Nossa Senhora da Saúde edificada no séc XVI substituindo a capela primitiva, devotada a São Sebastião.
  • A Capela da Nossa Senhora das Febres, antiga Capela de São Roque, pode ter sido edificada no final do século XVI.
  • Uma pequena capela dedicada a Nossa Senhora das Neves, localizada em Neves do Pinheiro, freguesia de Avelãs de Cima, é uma obra do século XVI.
  • Datada do final do século XVI e princípio do séc. XVII, esta capela é de planta longitudinal e de nave única, simples com fachada principal em empena reta.
  • Esta capela foi edificada na segunda metade do século XVI, mais concretamente em 1567, segundo a inscrição na base do remate do edifício.
  • Pequena capela simples, no interior contém unicamente um altar com uma imagem desta santa. A construção é do séc. XVI.
  • A Capela de Santa Marta ou Capela de Nossa Senhora da Conceição pode ter sido construída entre os meados do século XVI e início do século seguinte, tendo em conta o tipo de construção.
  • Este pequeno templo religioso está situado perto da estação arqueológica e no topo do monte com o mesmo nome.
  • Esta capela é datada do séc. XVI, em estilo manuelino. É composta de uma planta longitudinal com uma nave e uma capela-mor mais estreita.
  • Está situada à entrada da aldeia, da existência desta só temos o único elemento da edificação em 1595, anterior à Igreja Matriz.
  • Pode estar relacionada com a proximidade da residência dos Condes, e que o dono recebeu o título no dia 13 de junho, dia de Santo António.
  • Este templo, edificado em 1585, desenvolve-se longitudinalmente com a fachada delimitada por cunhais de pilastras rematada por dois pináculos, tendo ao centro uma sineira.
  • Uma capela do século XVI, foi construída em 1574 e reconstituída em 1654. O alpendre pode ter sido construído em 1844, segundo uma data que lá consta.
  • Datada do séc. XVI, é formada por uma nave e uma capela-mor. Estas estão definidas por contrafortes e um alpendre aberto, encimado por um sino.
  • Construída no século XVI, é uma pequena capela circular Esta capela abre no dia de São Bartolomeu, em 24 de agosto.
  • Uma capela do século XVI, construída em 1574, é constituída por uma nave e capela-mor mais estreita e baixa. Foi templo da Ordem Terceira Franciscana desde o século XVI.