Século XVI

O Século XVI marcou o desenvolvimento da civilização ocidental. Portugal fez a maior exploração dos oceanos e das regiões asiáticas e africanas e deu a conhecer o Novo Mundo. Criaram-se as colónias portuguesas e espanholas e abriu-se o comércio marítimo através do Oceano Pacífico e do Índico. Nas artes assiste-se ao desenvolvimento do estilo maneirista e principalmente do estilo manuelino, com exemplos representativos em muitos monumentos portugueses.

  • Situa-se em Arrabalde, a poucos metros da Ermida de Nossa Senhora de Monserrate, extra-muros das Muralhas de Óbidos.
  • Estas fontes, situadas no Largo de Santa Cristina, são duas, de duas épocas diferentes, uma do século XVI e outra do século XVII.
  • Fortaleza do Cabo de São Vicente, ou Antigo Convento do Corvo, estrategicamente situado na defesa costeira do Algarve e na sua proximidade com o norte de África.
  • Atualmente é conhecido como Palácio de São Lourenço. Anterior ao Palácio foi uma Fortaleza, tomando por isso por vezes o nome de Fortaleza-Palácio de São Lourenço.
  • Devido à posição da Figueira e para proteção da barra do Rio Mondego, foi requerido ao Rei D. Filipe I a construção de uma fortaleza.
  • A Fortaleza surgiu para defesa da Cidade, tendo sido iniciada ainda na Dinastia Filipina de acordo com uma inscrição no Portão de Armas, e terminada em de 1614.
  • O Forte de Santiago do Outão, iniciado no século XVI, integrou a linha defensiva desta zona da costa entre Albarquel e Sesimbra, e principalmente o burgo de Setúbal.
  • A Fortaleza de Armação de Pêra surgiu em 1571 como um forte para defesa dos ataques dos piratas e corsários. Em 1720 foi levantada no interior a capela de Santo António.
  • A construção deste forte teve início em finais do século XVI (1557-78), durante o reinado de D. Sebastião.
  • O Forte de São Julião da Barra foi considerado a maior fortificação marítima de Portugal. A sua função principal era a de controle e defesa na entrada das embarcações no rio Tejo e do Porto de...
  • As obras de construção do forte iniciaram em fevereiro de 1593, sob o comando espanhol. Após a Restauração passou para o domínio português, embora a construção estivesse ainda incompleta. As obras...
  • Este forte foi mandado edificar entre 1557 e 1578, no reinado D. Sebastião, para defesa do povoado piscatório da Pederneira.
  • Fortaleza de Santo António ou Forte da Ilha das Lebres, datado do século XVI, foi mandado erigir por D. Sebastião para proteger a foz do rio Gilão à entrada do porto de Tavira.
  • Ficou com a administração do hospital da albergaria e da gafaria para dar assistência a peregrinos do Caminho de Santiago, dos pobres e doentes.
  • Situado perto da Porta Nova, o Hospital da Misericórdia data do séc. XVI, embora podendo ter existido no local uma antiga Gafaria.
  • O edifício foi criado para receber o Colégio Jesuíta em 1579, com o apoio financeiro do Cardeal D. Henrique, tendo sido inaugurado catorze anos depois.
  • O Hospital da Misericórdia foi construído pela fundação da Santa Casa da Miseridórdia em Arruda, em 1574. Foi primeiro Hospital do Espírito Santo.
  • Um dos exemplares mais interessantes da arquitectura manuelina de todo o Algarve, no seu interior destaca-se a capela-mor com o altar-mor em talha dourada do século XVIII.
  • Igreja de estilo manuelino, do início do século XVI, sofreu reformas nos séculos seguintes.
  • Em finais do séc. XVI o bispo D. Afonso Castelo Branco mandou edificar a Igreja da Misericórdia sobre as ruínas da antiga ermida do Espírito Santo numa mistura do barroco e manuelino.