Século XVI

O Século XVI marcou o desenvolvimento da civilização ocidental. Portugal fez a maior exploração dos oceanos e das regiões asiáticas e africanas e deu a conhecer o Novo Mundo. Criaram-se as colónias portuguesas e espanholas e abriu-se o comércio marítimo através do Oceano Pacífico e do Índico. Nas artes assiste-se ao desenvolvimento do estilo maneirista e principalmente do estilo manuelino, com exemplos representativos em muitos monumentos portugueses.

  • A Ermida de Santo Amaro está situada num local elevado a 2 quilómetros de Almodôvar, com uma excelente paisagem sobre a vila e toda a região em redor.
  • Ermida ou Capela de Santo António dos Olivais é uma capela renascentista do século XVI composta por nave e capela-mor.
  • A Capela ou Ermida de São Jerónimo, no Restelo, é uma capela simples do início do século XVI rodeada por um jardim.
  • Esta capela foi referida em assento da Mesa da Santa Casa da Misericórdia de Almada em 1587, sendo por isso anterior a essa data.
  • Situada numa das ruas estreitas de Alfama, esta ermida foi no início dedicada ao Espírito Santo e depois a Nossa Senhora dos Remédios.
  • A Ermida do Espírito Santo é atribuída ao início do século XVI, devido à inexistência de uma data e da confraria à qual estivesse associada.
  • Uma pequena ermida de estilo manuelino do início do século XVI, na sua construção estava situada dentro da cerca do Mosteiro dos Jerónimos.
  • O Facho de Árvore é a marca posterior do primeiro enfiamento da barra de Vila do Conde, na foz do Rio Ave. Este enfiamento é completado pelo Farol de Azurara a 800 metros a oeste e pelo Farolim de...
  • É denominada de Fonte Romana pela população, mas não deixa de ser do séc XVI, sendo de arquitetura manuelina, com uma estrutura em boa cantaria.
  • Quando esta fonte foi construída em 1564 estava localizada a cerca de um quilómetro de Nisa. Com o crescimento da povoação está agora quase dentro da vila.
  • De momento a fonte é o elemento de destaque, todavia esta enquadrava-se num espaço que, desde o século XVI, completava o quadro dos antigos claustros do Mosteiro de Santa Cruz.
  • A Fonte da Nogueira apresenta-se como única em Vouzela, contudo não é uma uma fonte qualquer e tão pouco mais uma existente, pois esta teve as honras de ser mandada edificar pelo Príncipe D. Luís.
  • Considerado o monumento ex-libris de Castelo de Vide, pela sua particularidade neste tipo de monumento, crê-se que seja do século XVI, do reinado de D.João III.
  • Fonte maneirista do século XVI, no centro do jardim no Campo das Hortas, foi mandada edificar em 1594 pelo Arcebispo D. Frei Agostinho de Jesus.
  • Data possivelmente da época Medieval ou do séc. XVI. Ao descer as escadas encontra-se um túnel do lado esquerdo que a liga ao exterior das muralhas.
  • Esta fonte em estilo renascentista, em cantaria pontuada, apresenta-se com um espaldar reto por pilastras toscanas.
  • Situada no largo dos Anjos, esta fonte surgiu através de um acordo entre personagens do campo político, judicial, religioso e social, sendo edificada em 1551.
  • A Fonte do Rosário aparece em Peniche no século SVI em que se assistiu a grandes melhoramentos no País, na captação e condução das águas às populações.
  • Embora atraiçoado pelo nome de antiguidade da "Fonte Romana", é na verdade uma fonte quinhentista, pertencente ao séc. XVI.
  •   Esta Fonte Romana, datada dos séculos XVI e XVII, notavelmente bem conservada, mantendo o arco da fachada principal em volta perfeita desobstruído bem como o acesso.   Encontra-se...