Século XIII

O Século XIII marcou o desenvolvimento da Nacionalidade Portuguesa. São definidos os limites de Portugal e é instituida a língua portuguesa como língua oficial da corte, pelo rei D. Dinis.

  • Um dos mais singulares Marmoirais Medievais do País, a sua origem situa-se em meados do séc. XIII.
  • O Memorial da Ermida estava situado junto da estrada medieval que ligava Porto a Paço de Sousa, e devido às novas vias teve que ser transladado para o atual lugar.
  • Um dos quatro memoriais existentes no Norte de Portugal, com a mesma tipologia que o de Irivo e o de Arouca, tudo indica a contemporaneidade entre eles, de meados do séc. XIII.
  • Mosteiro de Santa Clara de Coimbra, popularmente conhecido por Convento de Santa Clara-a-Velha, fundado nos fins do século XIII, serviu de experimentação do estilo gótico em Portugal.
  • O Mosteiro de Santa Maria de Coz, destinado ao sexo feminino e pertencente à Ordem Cisterciense, foi edificado sob um desejo que incluía uma clausura do testamento do Rei D. Sancho II para receber...
  • Sem qualquer referência sobre este monumento, foi considerado o primeiro Mosteiro Dominicano português e também o primeiro que foi começado e que nunca foi acabado.
  • Três torres e algumas, muito poucas partes da muralha, são o que resta do castelo existente nesta cidade. Situado na parte alta, foi fundado em 1290 por D. Dinis. Originalmente tinha uma muralha...
  • Pelourinho Muralha Um Pelourinho que faça parte da vida quotidiana de uma povoação, representava para esta mesma uma dádiva dos Monarcas de então por razões mais variadas como o poder político,...
  • Estava no ano de 1273, quando D. Sancho III concedeu o privilégio à povoação do Mogadouro do seu foral, sendo esta vila comenda dos Templários por ordem de D. Dinis, compreendendo os anos de...
  • Este pelourinho terminou partido em três partes na berma da estrada, sendo depois recolhido pela Junta de Freguesia de Arcas, à qual pertence Nozelas, com vista ao seu restauro e para levar para o...
  • De fuste cilíndrico e liso, encontra-se coroado por uma peça cónica boleada encontrando-se no cimo com dois escudos.
  • Situado no pequeno Largo Comendador Sousa Lima, à entrada da Vila no sentido sul/norte, o Pelourinho é a imagem do reforço do poder concelhio que a Vila obteve em 1260.
  • O Pelourinho da Torre Dona Chama é dos mais antigos de Portugal, pois esta vila recebeu o seu primeiro foral ainda no tempo do reinado D. Dinis, decorria o ano de 1287.
  • É aqui neste largo que se encontra a Ponte do Arquinho, uma ponte cuja construção terá sido no séc. XIII, em granito e de arco de volta perfeita.
  • Classificada pelos habitantes do concelho como uma das sete maravilhas, a ponte de Anhel, que atravessa o rio Neiva, faz a ligação da estrada Nacional 306 que liga Braga a Viana do Castelo.
  • Esta ponte remonta ao tempo medieval, do século XIII, seguindo uma arquitetura românica de um só arco e de construção em cantaria.
  • A Ponte de Vilela está situada na freguesia de Aveleda, perto da localidade de Vilela, permitindo atravessar o rio Sousa.
  • Esta Ponte de Vilela é um verdadeiro exemplo medieval, uma vez que a sua edificação foi de raiz, sem qualquer vestígios das anteriores estruturas romanas.
  • Ponte de cavalete com um arco ogival, construída em alvenaria de granito irregular, apresentando uma tipologia característica da Idade Média (séculos XIII-XIV).
  • Ponte Medieval de estilo Romano situando-se no séc. XIII, de estrutura única e peculiar em Portugal. Numa das pontas da ponte existe um arco de fecho que fazia a fronteira entre Portugal e Espanha.