Pontes Romanas

Das diversas construções romanas em Portugal destaca-se as pontes. São construções que, apesar das centenas de anos que entretanto passaram, continuam a servir o seu objetivo, permitir atravessar os rios a pessoas, animais e veículos.

Muitas foram remodeladas ou substituídas por outras mais recentes, mas muitas mais continuam a sua função exatamente como eram quando foram construídas, mostrando a sua resistência.

  • Uma ponte em granito de quinze metros e meio de comprimento, de um só arco robusto de volta perfeita, assente em alicerces rochosos.
  • Atravessando o Rio Ave, não deixa de ser uma grandiosidade, sendo datada do século XII. Pensa-se que tenha sido construída sobre ruínas também romanas que ligavam Bracara Augusta a Cale.
  • Ponte do século I. Lindíssima. Coordenadas GPS: N 42 00.186' W 008 09.843'
  • Situada após o Cruzeiro de São João do Campo, no sentido da Carvalheira, crê-se que a ponte de Eixões deve recuar à época romana.
  • A Ponte de Manhouce é mais uma ponte romana sobre a ribeira com o mesmo nome, de um só arco e guardas reconstruídas. Esta ponte servia de passagem de uma estrada romana que vinha do Porto para...
  • Esta ponte de pedra atravessa o rio Tuela, ficando na estrada que faz ligação da Torre Dona Chama a Valpaços.
  • Conhecida pelos seus habitantes como Ponte de Cavalos, parece indicar a existência de um posto de muda de cavalos na via entre Viseu e Porto.
  • Ponte de S. Miguel de Arcos é mais uma ponte romana de três arcos, que fazia parte do caminho principal entre o Porto e Galiza.
  • Não estando muito longe da igreja e do cruzeiro, podendo ir a pé, temos uma outra ponte romana de cavalete sobre um único arco de volta plena.
  • A ponte de Cunhedo, que liga São Cristovão (no concelho de S. Pedro do Sul) a Oliveira de Frades, atravessa o Rio Vouga.
  • A ponte sobre o rio Lima, composta por duas partes, romana e medieval, entra nos elementos que mais contribuíram para o desenvolvimento da Vila.
  • A ponte, de um único arco, permite o atravessamento da ribeira da Samarra, e faz parte do que seria uma via a ligar duas villae importantes ou um acesso a uma via principal.
  • Uma ponte romana de quatro arcos datada do séc. I a.C., fundada pelo Imperador Augusto, está situada sobre o rio Pônsul na via que ligava a cidade de Mérida à cidade de Braga.
  • Também conhecida por Ponte Antiga, é um dos pontos máximos da cidade de Tavira apesar de que, de romana, já quase nada tem.
  • Detalhe da ponte romana que atravessa a aldeia de Vide.
  • Ponte Romana sobre a Ribeira das Cabras, que faz a ligação entre o concelho de Guarda e de Almeida. Coordenadas GPS: N 40 34.990' W 007 02.175'
  • Mais um belo e bem conservado exemplar de uma ponte romana de três arcos, com corta águas e em cavalete. Pertenceu à Via Romana que ligava Braga a Chaves.
  • Não se sabe ao certo a data exata desta ponte, pensando-se que talvez seja da época romana ou até medieval.
  • Mais uma ponte Romana de três arcos, confirmando-se que a sua estrutura inicial foi alterada ao longo dos tempos.
  • Não se sabe as origens desta ponte, se foi construída no tempo da ocupação romana ou se foi posteriormente, mas seguindo a arquitetura romana.