Museus e Galerias de Exposição

Um Museu é um espaço temático de exposição. Nasceu do hábito ancestral do colecionismo, seja por razões históricas, afetivas ou materiais. A coleção de objetos implica um espaço para a sua exposição, daí ter nascido um museu, uma construção com uma ou mais salas para exposição desses objetos.

  • Situado na Praia do Barril e com origem em 1842, foi transformado e adaptado a lojas, restaurantes e cafés.
  • A Antiga Fábrica de Cerâmica Jeronymo Pereira Campos foi fundada em 1896. Ali se fabricava os tijolos e as telhas do tipo marselhesa, sendo a única fábrica deste material entre Porto e Pampilhosa.
  • Este edifício do século XIX recebeu a cadeia e atualmente alberga o Museu Eduardo Tavares.
  • O Aquário Vasco da Gama, um dos aquários mais antigos do mundo, foi inaugurado em 20 de maio de 1898, num projeto iniciado pelas comemorações do 4º Centenário da descoberta do caminho marítimo para...
  • Este Atelier-Museu, de autoria do arquiteto Álvaro Siza Vieira e criado pela Câmara Municipal de Lisboa, divulga a obra do artista.
  • Inaugurada em 23 de abril de 2006, a Biblioteca Municipal está instalada no antigo Palacete Marques de Almeida. Contando cerca de 10000 livros, a biblioteca promove a leitura e a pesquisa de...
  • Tanto a biblioteca como o museu estão num edifício que foi colégio Jesuíta. É datado do séc. XVII, no local onde está edificada uma igreja denominada de Santiago, de 1282.
  • A Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira está instalada no antigo Solar da família Serpa Pimental. Sendo dedicada a este escritor, contém o seu espólio composto por oito mil volumes.
  • Está situada na praça da República, no edifício que está compartilhado entre a Câmara e o Museu.
  • No centro de Pendilhe existe um grupo de mais de uma dezena de canastros ou espigueiros feitos em madeira e assentes em bases elevadas para guardar o milho durante o inverno. Aqui evitavam que o...
  • Capela do séc. XVIII, construída em 1743, de estilo maneirista. Este templo foi adaptado para galeria de exposições, após de ter sofrido obras de restauro entre 2000-2001.
  • Uma capela edificada no século XV em conjunto com um hospital, funcionou como sede da Confraria do Espírito Santo dos Mareantes de Sesimbra.
  • Este templo foi mandado edificar pelo infante D. Luís no séc. XVI. De estilo renascentista, destaca-se as colunas no seu interior.
  • Aqui era o Palácio da Cerca, o maior da arquitetura civil dos séculos XVII e XVIII de Almada, com influência barroca e romântica.
  • Esta é a casa onde nasceu o poeta setubalense Bocage, segundo uma placa na mesma.
  • Este pequeno edifício, situado nas traseiras da Igreja Matriz, possivelmente edificado no início do século XVI, crê-se que tenha sido a habitação de Cristóvão Colombo.
  • Casa dos finais do séc. XVIII, como indicam alguns elementos artísticos presentes na fachada, como o brasão envolto por uma dinâmica moldura rocaile.
  • A Casa do Corpo Santo foi construída em 1714. Aí esteve a Confraria dos Navegantes de Setúbal durante alguns séculos.
  • A Casa dos Bicos ou Casa dos Diamantes foi construída em 1523 a mando de D. Brás de Albuquerque, filho do segundo governador da Índia portuguesa.
  • De uma topologia habitacional muito comum nos séculos XVII e XVIII, a Casa das Gelosias, assim também denominada, é o único e raro edifício no género na cidade.