Moinhos de Água

Um moinho de água, ou azenha, era um dos antigos processos para moer cereais e produzir farinha. A corrente do rio fazia girar a roda do moinho, cujo movimento era transmitido às mós que moíam o cereal. Atualmente a maior parte deles está abandonado e em ruínas, mas alguns mantém-se ativos graças à dedicação dos populares.

  • O edifício da Antiga Capitania do Porto de Aveiro, ou Casa dos Arcos, foi inicialmente construído como moinho de maré, sendo depois convertido para apoio da fábrica de porcelana.
  • Um moinho ou azenha de rodízio, na Ribeira do Fontão, com quatro casais de mós mas apenas três em funcionamento, uma construção do século XIX.
  • Um moinho ou azenha de rodízio, no rio Fílveda, com um único casal de mós. É pelo menos do século XIX.
  • Os moinhos são uma estrutura de aproveitamento da energia cinética da água, que permitem a moagem de cereais.
  • Um moinho ou azenha de rodízio, situado na localidade de São Marcos é uma construção do século XIX, sendo um dos 11 moinhos no Ribeiro de São Marcos.
  • Um moinho ou azenha de rodízio, situado na localidade de Mouquim, movido pelo Ribeiro de Mouquim, contém um único casal de mós.
  • Com o rio Alviela a passar em Pernes, este moinho está situado na ribeira de Pernes, incluído na lista dos moinhos hidráulicos e azenhas do séc. XII.
  • Próximo de Saim existe um trilho que acompanha um pequeno ribeiro. Este passa por dentro das pequenas azenhas ao longo deste trilho, fazendo mover as mós.
  • Coordenadas GPS: N 40 22.844' W 008 24.312'