Igreja Matriz

  • A Igreja Matriz de Avelar era no início uma capela dedicada a Nossa Senhora da Guia, uma construção iniciada em 1757 com esmolas dos paroquianos.
  • Em 1597-98 iniciou-se a construção de uma ermida neste local, sendo entregue aos eremitas calçados de Santo Agostinho em 1601.
  • Desconhecendo-se a data exacta da edificação, é atribuído o ano de 1302 na única e a mais antiga referência documental pela apresentação do Pároco da localidade.
  • A Igreja Matriz, dedicada a Nossa Senhora da Vida, foi mandada edificar em 1772 para substituir a antiga igreja matriz da vila.
  • Esta igreja foi bastante destruída pelo terramoto de 1755 e depois restaurada conforme a lápide que se encontra na parede exterior da torre sineira.
  • Igreja Escadaria Lateral Torre Sineira Nos anos compreendidos entre 1741 e 1743,deu-se a reconstrução da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Monte, sobre uma primitiva capela do ano 1489, sendo...
  • Esta igreja de estilo românico está datada de 1120. Faria parte de um primitivo convento paleocristão ou pré-românico datado de 974 e atualmente desaparecido.
  • Concluídas as obras em 1500, só em 1510 esta ermida foi elevada a Igreja Matriz das Caldas da Rainha, sendo mais conhecida como a Igreja Matriz da Nossa Senhora do Pópulo.
  • Igreja Matriz de Escalhão, foi construída no séc. XVI, em substituição da primitiva matriz, possivelmente no reinado de D. Dinis.
  • A atual Igreja Matriz, dos meados do século XV, foi edificada sobre um outro templo que ali existiu, provavelmente dos séculos XII e XIII.
  • A Igreja de Nossa Senhora dos Mártires foi mandada erigir em 1635 pelo Bispo da Guarda na zona mais alta de Constância substituindo a pequena capela anterior.
  • A Igreja de Nossa Senhora da Mãe de Deus, Matriz de Povoação, começou a ser construída em 24 de julho de 1848, sendo aberta ao público 8 anos depois.
  • Igreja Paroquial de Parada de Bouro
  • A Igreja S. João Batista, a Matriz de Tomar, remonta ao séc. XV, ao tempo do Infante D. Henrique, estando referenciada como ponto da reunião.
  • Reza a história que este nome, S. Pedro de Rates, surgiu quando um judeu foi maltratado neste lugar pelos romanos da era de Nero.
  • Igreja Paroquial de Santa Bárbara, da freguesia da Carregueira, Chamusca.
  • Foi edificada pelos religiosos de São Paulo da Serra de Ossa, sob o nome de Igreja do Santíssimo Sacramento, adossada ao Convento dos Paulistas.
  • Igualmente conhecida como Paroquial de Tenões, pertencendo a uma freguesia que remonta ao século XI, este pequeno templo é uma edificação do final do século XIII e início do XIV.
  • A Santa Eulália do Rio Côvo aparece na sua primeira referência e na mais antiga no início do século X, mais concretamente em 906.
  • Constava do Registo Geral no ano de 1551, na base da cruz no adro lê-se 1679, na base do púlpito lavrado em granito vivo lê-se 1693.