Fontes

Uma fonte, fontanário ou chafariz é uma construção erigida num local público, passeio, jardim, praça, que tem como função principal dar de beber a quem passa. Sendo no início o local onde todas as populações vizinhas se abasteciam de água, por não haver água canalizada em casa, tornou-se também num local de convívio.

Uma fonte habitualmente é construída numa forma ornamentada, algumas bastante simples e muitas outras extremamente elaboradas. Na atualidade a função principal deixou de ter tanto significado mas continua a cumprir a sua função de dar de beber e de decoração.

  • A água que corre desta fonte para os tanques era utilizada para lavagem de roupa.
  • Uma das fontes mais monumentais de Ovar, fica situada próxio do hospital e do Largo dos Combatentes.
  • Esta fonte, situada a cerca de 2km de Estremoz, tem uma placa a assinalar a data de 1921.
  • Esta fonte está situada no centro da cidade, no Jardim dos Campos, em frente à Capela de Nossa Senhora do Parto.
  • A fonte espaldada com a Igreja Matriz está delimitada por cunhais em pilastras, rematada por um frontão triangular e por pináculos.
  • Mais uma fonte da qual o poder político tem orgulho, mais que não seja para manter o estatuto que Manique do Intendente merece.
  • Situada no largo dos Anjos, esta fonte surgiu através de um acordo entre personagens do campo político, judicial, religioso e social, sendo edificada em 1551.
  •   A Fonte de Leão é considerada uma das mais antigas fontes de Alpedrinha, não se sabendo ao certo a sua data. Situa-se junto à capela de Santa Catarina, mais conhecida por capela do...
  • Situada à saída oeste de Sancheira Grande, a caminho de A-dos-Negros, sede da freguesia, situa-se esta fonte com o respetivo lavadouro denominada de Fonte do Olival Santo.
  • Fonte do Ourives Fonte do século XIX, indicado pela inscrição existente no próprio mármore feita pela C.M. em 1889. Tomou o nome de ourives porque neste local existiu um ourives. Esta fonte é...
  • Fonte do Ouro é uma pequena localidade situada na estrada entre Chiqueda e Lameiras, freguesia de Aljubarota. O nome da localidade provém da fonte que está localizada à beira da estrada.
  • A fonte é formada por um espaldar rectilíneo definido por duas pilastras, encimadas por foragéus, rematadas por friso e conrija, encimada por frontão recortado.
  • Esta fonte do século XVIII, sob o estilo barroco, é formada por uma taça central que tem como base de decoração o pelicano, e quatro mais pequenas que a contornam.
  • Localizada nos limites de Anta com Silvalde, na Rua do Gavião, a Fonte do Pereiro, como é conhecida, encontra-se num local bucólico e agradável.
  • Fonte do Pereiro, classificada como património nacional pelo IPAR
  • De tipo fonte de mergulho, é formada por duas bicas, caindo a água num tanque retangular. De um aproveitamento da parede faz a da fonte que está delimitada por pilastras.
  • A Fonte do Rosário aparece em Peniche no século SVI em que se assistiu a grandes melhoramentos no País, na captação e condução das águas às populações.
  • Fontanário central da freguesia
  • Esta fonte é do século XVIII. É ladeada por dois painéis de azulejos representando atividades agrícolas e de lazer e por cima tem o escudo de Portugal. Coordenadas GPS: N 39 07.076' W 007 17.399'
  •   Esta fonte deve o seu nome devido a antigamente os animais beberem ali água.     Coordenadas GPS: N 39 07.398' W 007 17.157'