Fontes

Uma fonte, fontanário ou chafariz é uma construção erigida num local público, passeio, jardim, praça, que tem como função principal dar de beber a quem passa. Sendo no início o local onde todas as populações vizinhas se abasteciam de água, por não haver água canalizada em casa, tornou-se também num local de convívio.

Uma fonte habitualmente é construída numa forma ornamentada, algumas bastante simples e muitas outras extremamente elaboradas. Na atualidade a função principal deixou de ter tanto significado mas continua a cumprir a sua função de dar de beber e de decoração.

  • Com o mesmo tipo de formato da maior parte das fontes de mergulho, esta é ligeiramente diferente com um pequeno tanque retangular à frente.
  • Uma das duas fontes de mergulho na mesma aldeia, em pontos distintos e com uma certa distância entre elas, deveriam ter feito desta aldeia uma importante comunidade.
  • É mais um exemplar que teve a sua função, e que viu o tempo a passar por ela, neste caso viu o desenvolvimento encostar-se às paredes.
  • Foi uma fonte de alimentação de água para a população, passando agora ao esquecimento principalmente por estar situada numa zona afastada do grupo residencial.
  • Uma pequena fonte de mergulho situada num cruzamento na localidade de Podence. Esta fonte foi arranjada, não correspondendo já à sua forma original.
  • Uma pequena fonte situada nas proximidades da Igreja de Coz. Segundo indicação na mesma foi construída em 1674 e reconstruída em 1934, 260 anos depois. É composta por uma bica com água da rede,...
  • Esta é mais uma fonte de mergulho, mas contribuindo para a raridade do género. Efetivamente este tipo de fontes foi das primeiras a surgir em Portugal, seguindo um pouco o modelo das romanas.
  • À semelhança da vila de Pontével, também Vale da Pinta tem a sua fonte de mergulho sob o mesmo estilo, com direito a manter-se no património da aldeia e com as suas gentes a fazerem por isso.
  • Esta fonte situa-se junto da Igreja Matriz de Arronches. É de 1895 e tem na parte superior uma estátua do deus romano Neptuno, deus do mar. Coordenadas GPS: N 39 07.322' W 007 17.121'
  • Esta fonte está situada perto da Capela de Nossa Senhora das Neves, num nível mais baixo e na parte de trás da capela, a que se acede por uma escadaria.
  • Com mais três títulos como a Fonte Gótica, Fonte do Infante e dos Garfos, com uma data provável de 1313, foi mandada erigir pela Rainha Santa Isabel aquando da sua estadia em Atouguia.
  • Uma fonte situada no lugar de Casais do Vale de Coelho, denominada de Nossa Senhora da Nazaré, segundo a indicação do painel de azulejos afixado na parede da fonte.
  • Na encosta da Serra do Socorro, a caminho de Enxara do Bispo, podemos ver a Fonte de Nossa Senhora do Socorro da qual está a imagem num painel de azulejos.
  • Uma fonte situada um pouco afastada da localidade que era ponto de encontro habitual para lavagem da roupa, em sentido literal e figurado, e grandes conversas.
  • A Fonte de S. Simão é uma fonte que se encontra num parque de estacionamento junto da estrada que liga Nisa a Vila Velha do Ródão.
  • Situada mesmo em frente à Capela de Santa Cruz, é uma interessante fonte construída em pedra, encostada ao monte do qual é originária a água.
  • A Fonte de Santa Sofia data do século XVII, estando situada num local estratégico numa encruzilhada de caminhos de locais importantes nos arredores e Vila Franca de Xira.
  • A Fonte de São João, situada junto da capela de São João Evangelista, no centro da vila do Luso, fornece aos visitantes uma água de nascente, de origem superficial. Descrição Fonte de São...
  • Denominada também de Chafariz do Boneco, está situada no Largo Júlio de Castilho ao lado do Palácio de Angeja.
  • Mandada construir na segunda metade do séc. XVIII, está situada no mesmo local onde já existia uma outra fonte de S. Lourenço, esta seiscentista.