Fontes, Poços e Lavadouros

Fontes, Poços e Lavadouros

Uma fonte, fontanário ou chafariz é uma construção situada habitualmente em espaços públicos e abertos, tais como praças, jardins ou ruas. Tendo água potável, a sua origem esteve basicamente na falta de água potável nas casas particulares. Na atualidade serve o mesmo propósito para quem passa e também como ornamento ou decoração.

  • A Fonte das Bicas foi edificada em 1781 para fornecimento de água à população e é considerada um monumento à vila pelo uso dos mármores na sua construção e por incluir um lago onde, segundo a lenda,...
  • Num interessante ponto estratégico, fazendo a bifurcação da estrada nacional, a Fonte das Bicas é mais um espaço comunitário que ainda nos tempos de hoje prevalece incólume.
  • Situa-se na Calçada das Figueiras, ponto estratégico para a cidade medieval, uma vez que se encontrava no perímetro muralhado ligando com as zonas ribeirinhas.
  • A Fonte das Fontaínhas é uma fonte muito antiga, talvez das mais antigas da cidade e dos arredores, mas continua a ser muito procurada porque, segundo os locais, é a melhor de Montemor.
  • Fonte maneirista do século XVI, no centro do jardim no Campo das Hortas, foi mandada edificar em 1594 pelo Arcebispo D. Frei Agostinho de Jesus.
  • Esta fonte está sempre a deitar água, seja verão ou inverno. Com uma só bica de ferro decorada, é encimada por uma chapa de barro decorada com alminhas.
  • Também conhecida como Fonte das Carrancas, a sua existência está referenciada desde 1721.
  • Esta magnífica Fonte de Três Bicas é oriunda da Quinta das Bicas, tendo sido transladada para o atual local em 1805.
  • Uma fonte pública situada num largo central de Campanhó, uma torneira verte água para um tanque retangular. Situada num largo central público, é utilizada pela população e pelos visitantes.
  • Uma fonte situada à beira da estrada principal e nas traseiras da capela, já teve decerto o seu tempo importante quando não havia água canalizada nas casas. No entanto, e embora tenha muito menos...
  • Uma fonte situada na localidade de Carvalhoso mas em que a água é imprópria para consumo.
  • Se seguiram o percurso certo, vão encontrar esta fonte que se situa precisamente a meio deste e da aldeia. É o seu prémio pelo esforço feito de chegar até aqui.
  • A Fonte de Elvas deve o seu nome à sua situação anterior, na parte sul da vila de Arronches, virada para o lado de Elvas.
  • Uma fonte situada num largo a poucos metros da Igreja Matriz de Jafafe de Cima, é espaldada com um painel de azulejos decorados com flores e rodeados por motivos geométricos.
  • Esta pequena fonte está situada nas proximidades da Capela de Santo Amaro e junto do Parque Infantil da localidade.
  • É mais um exemplar que teve a sua função, e que viu o tempo a passar por ela, neste caso viu o desenvolvimento encostar-se às paredes.
  • Uma pequena fonte de mergulho situada num cruzamento na localidade de Podence. Esta fonte foi arranjada, não correspondendo já à sua forma original.
  • Esta é mais uma fonte de mergulho, mas contribuindo para a raridade do género. Efetivamente este tipo de fontes foi das primeiras a surgir em Portugal, seguindo um pouco o modelo das romanas.
  • À semelhança da vila de Pontével, também Vale da Pinta tem a sua fonte de mergulho sob o mesmo estilo, com direito a manter-se no património da aldeia e com as suas gentes a fazerem por isso.
  • Quem passear pelas nossas aldeias, o mais provável é encontrar em cada uma delas, ou na maior parte delas, a fonte da aldeia, comunitária, sendo algumas conhecidas por fontes de mergulho.